Andebol

28-03-2015 18:52

ABC elimina Sporting e garante presença na final da Taça de Portugal

Os bracarenses venceram esta época o Sporting CP pela primeira vez, num jogo onde nunca estiveram em desvantagem.
Ricardo Silva
Foto: José Coelho

O Sporting não conseguiu vencer a formação bracarense

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O ABC venceu esta tarde o Sporting Clube de Portugal por 33-30, tornando-se assim o primeiro finalista da Taça de Portugal . Os bracarenses - que esta época ainda não tinham derrotado os leões - nunca estiveram em desvantagem na partida.

As duas equipas iniciaram o jogo sob um ritmo elevado e os primeiros seis minutos renderam nove golos (5-4). Pouco depois, a primeira vantagem de dois golos (7-5), a favorecer o ABC/UMinho, com golo de João Pinto. As oportunidades dos bracarenses ampliarem para três golos foram sempre muito bem anuladas pela equipa do Sporting que aos 13 minutos voltou a colar-se no marcador (9-8). A perder por 11-9 (15 m.), Frederico Carlos troca de pivô, colocando João Antunes a atacar e a defender. O ABC amplia (13-10) e o técnico leonino solicita o primeiro ‘time-out’. Não foram necessários mais do que seis minutos para o Sporting empatar a partida (14-14), depois do parcial de 1-4. O jogo continuava em ritmo mito vivo (30 golos em 22 minutos) e o ABC respondeu com parcial de 3-0. À entrada dos três minutos finais, e a vencer por 19-16, Carlos Resende pede um ´time-out’ e Ricardo Candeias, com uma excelente defesa, evita que David Tavares converta um livre de sete metros e amplie para quatro e, na resposta, Spínola reduz. Em cima do derradeiro apito da primeira parte, Rui Silva, em apoio, fixa o resultado ao intervalo (20-18).

Revés para o Sporting

A segunda parte começou praticamente com um revés para o Sporting que se viu privado de João Antunes, alvo de terceira suspensão temporária. Na baliza, Ricardo Candeias, com defesas oportunas, ajudava a equipa a manter-se sempre colada ao ABC. Pouco depois, foi Humberto Gomes a brilhar, ao defender um livre de sete metros que permitiu manter a vantagem de três golos (23-20), aos 42 minutos. A vencer por 25-23, à entrada do minuto 48, Carlos Resende pede um ‘time-out’ e, pouco depois, acontece a primeira vantagem de quatro, favorecendo o ABC (27-23, aos 49 m.).

Com o tempo a esgotar-se, Frederico Santos pede interrupção da contagem do tempo de jogo a oito minutos do fim, quando os bracarenses venciam por 29-24. Havia ainda muito tempo para jogar, tudo estava em aberto e abriu-se mais uma nesga de esperança quando o Sporting concretizou um livre de sete metros e o ABC ficou em dupla inferioridade numérica. Mesmo assim, os pupilos de Carlos Resende entraram nos cinco minutos finais com uma agradável almofada de conforto de cinco golos, obrigando o Sporting a correr atrás do prejuízo. A três minutos do fim, David Tavares praticamente sentenciou a partida (31-26) para, no imediato, Fabio Vidrago, no banco, ser admoestado com cartão vermelho. Se dúvidas havia, David Tavares, de novo, bateu Ricardo Correia. O jogo terinava pouco depois com a vitória do Liberty Seguros ABC/UMinho por 33-30.

Conteúdo publicado por Sportinforma