Andebol

27-04-2017 20:44

Madeira SAD defronta Alavarium a abrir ‘final four’ feminina da Taça

O Madeira SAD e o Alavarium vão abrir ‘final four' feminina da Taça de Portugal de andebol.
Andebol Geral
Foto: EHF

Andebol Geral

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Madeira SAD e o Alavarium vão abrir ‘final four' feminina da Taça de Portugal de andebol, e o Colégio Gaia e o Assomada vão jogar depois, no sábado, 03 de junho, ditou o sorteio realizado hoje em Fafe.

A formação madeirense, aquela com mais palmarés na prova, com 17 títulos, conquistados ininterruptamente entre as temporadas 1998/99 e 2014/15, e a equipa de Aveiro, que procura uma vitória inédita na prova, disputam a primeira vaga na final de 04 de junho, no pavilhão multiusos de Fafe, não havendo ainda horários definidos.

O conjunto insular, atual campeão nacional, garantiu o apuramento depois de ter eliminado o Valongo Vouga, por 39-18, nos 16 avos de final, o Alpendorada por 38-26, nos oitavos, e o Maiastars, por 30-20, nos quartos, ao passo que o Alavarium bateu até agora o Salreu, por 41-12, o Passos Manuel, por 30-16, e, por fim, o Santa Joana-Maia, por 23-20.

A segunda meia-final opõe o Colégio de Gaia, equipa que venceu a prova em duas ocasiões, em 1989/90 e em 1997/98, imediatamente antes da série de triunfos do Madeira SAD, ao Assomada, equipa que nunca venceu a competição.

As gaienses eliminaram, no caminho para a ‘final four', o Batalha, por 36-15, o Académico, por 32-20, e o Leça, por 38-34, ao passo que a formação de Carnaxide, no concelho de Oeiras, bateu até agora o Clube de Vela de Tavira, por 21-19, o Sir 1.º de Maio, por 32-16, e o Alcanena, por 29-27.

O vice-presidente da Federação de Andebol de Portugal (FAP), José Augusto Silva, realçou, instantes antes dos sorteios, que a modalidade é a "segunda" no país "em termos de praticantes" e de "visibilidade", atrás do futebol, e mostrou-se convicto que Fafe será um palco apropriado para transformar a competição numa "festa".

Já o vice-presidente da Câmara Municipal de Fafe, Pompeu Martins, revelou que a cidade mostrou-se disponível para receber o evento, mal recebeu o convite da FAP, realçando a "tradição" do concelho na modalidade, quer pela presença do AC Fafe no Campeonato Nacional masculino, quer pelo trabalho realizado na "formação".

Conteúdo publicado por Sportinforma