Andebol

05-06-2017 20:41

Presidente do ABC explica saída do técnico para o Benfica

João Luís Nogueira diz que os 'encarnados' fizeram um proposta irrecusável.
ABC vence Sporting e conquista Taça de Portugal
Foto: © 2017 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

ABC venceu a Taça de Portugal

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do ABC/UMinho, João Luís Nogueira, revelou hoje que Jorge Rito será o próximo treinador de andebol do clube e que Carlos Resende está de saída para o Benfica.

É o regresso de Jorge Rito ao comando de um clube que conhece bem, já que foi seu treinador adjunto e, depois, técnico principal.

À margem de uma homenagem na Câmara Municipal de Braga à equipa que, no domingo, conquistou a 12.ª Taça de Portugal, diante do Sporting (35-33, após prolongamento), João Luís Nogueira confirmou ainda que Carlos Resende deverá assumir a orientação da equipa do Benfica.

"Fizemos-lhe uma proposta [para ele continuar], é evidente que o Carlos não fala na proposta que tem do Benfica, mas temos consciência que já lhe fizemos uma proposta acima das nossas posses, porque sabemos que era o comandante ideal para a nossa 'navegação'. Ele até nem acreditava que a pudéssemos cumprir, mas era para tentar dissuadi-lo do Benfica", disse.

O líder dos academistas considera que o convite dos 'encarnados' "é irrecusável" - "ele nunca ganhou tanto dinheiro no andebol como vai ganhar no próximo ano" - e que um treinador "com a personalidade e o caráter do Carlos Resende merece um clube grande, até um clube europeu e tem nível para isso".

"Foi o melhor jogador de andebol português, tem estatuto, esteve cinco anos no ABC e provou a sua competência. Ele que ganhe a toda a gente, menos ao ABC", disse.

Questionado pelos jornalistas, Carlos Resende nunca referiu o nome do clube da Luz, mas deixou implícita a sua saída.

"Independentemente do que seja o meu futuro, é o futuro do ABC que é importante, porque é uma coletividade muito importante no desporto nacional e a nível social, o futuro de qualquer técnico ou atleta que o represente é sempre mais reduzido. O ABC sempre foi uma equipa simpática para mim, representei-a como técnico e atleta, e tenho sempre um carinho muito especial pelo clube", disse.

Carlos Resende sai satisfeito de Braga, embora "nunca se ganha tudo o que se quer ganhar".

"Mas foi importante o que vencemos, seria importante se tivéssemos tido a arte e o engenho de ganhar mais, mas o ABC tem as bases necessárias para continuar a vencer", disse.

Conteúdo publicado por Sportinforma