Mundiais atletismo

14-08-2013 07:16

Pedro Isidro e Marcos Chuva competem em dia de mini-jornada

Portugueses em prova nos Mundiais de atletismo de Moscovo.
Pedro Isidro e Marcos Chuva competem em dia de mini-jornada

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Pedro Isidro (50 km marcha) e Marcos Chuva (comprimento) são os únicos portugueses em ação nos Mundiais de atletismo, que hoje chegam a meio, num dia em que se cumpre uma mini-jornada.

Os Mundiais de atletismo chegam assim a meio, com uma "mini-jornada" em que não há finais no estádio Luzhniki e apenas se atribui medalhas nos 50 km marcha, em que participa o português Pedro Isidro.

Bem cedo, a partir das 08:30 locais (já decorre a partir das 05:30 de Lisboa), os 61 inscritos avançaram para a mais dura das provas do programa, marchando 50 km, o que deverá ser completado em pouco mais de três horas e meia para o primeiro classificado.

Pedro Isidro, de 28 anos e olímpico em Londres2012, prova em que se classificou em 40.º, compete pela primeira vez em Campeonatos do Mundo. Com um recorde pessoal de 3:57.09, já este ano, aponta para uma classificação final em linha com a dos Jogos.

O russo Sergey Kirdyapkin, campeão olímpico, é o favorito, jogando a favor dele o "fator casa". Se ganhar, tornar-se-á triplo campeão mundial, igualando o polaco Robert Korzeniowski.

O norte-americano Jared Tallent, duas vezes vice-campeão olímpico, o guatemalteco Erick Barrondo, o francês Yohan Diniz, campeão da Europa, e o chinês Si Tianfeng estão entre os nomes mais "ilustres" na lista de partida.

No estádio, não há jornada à tarde e de manhã disputam-se eliminatórias e qualificações de martelo e 5.000 metros, em femininos, e 1.500 metros e comprimento, em masculinos.

Apenas um português estará em ação, Marcos Chuva, que ambiciona o apuramento para a final do comprimento, marcada para sexta-feira.

Marcos Chuva, que completou 24 anos já este mês, tentará chegar a um lugar perto do 10.º do Mundial de Daegu2011 e aparece este ano com 8,15 metros, feitos nas Universíadas, o que lhe valeu uma medalha de bronze.

O apuramento direto para a final é feito com 8,10 metros, mas é de esperar que não se consigam assim os regulamentares 12 atletas. Entre os 29 inscritos, Chuva tem a 19.ª marca.

Conteúdo publicado por Sportinforma com Lusa