Atletismo

12-07-2016 15:17

João Abrantes compreende desilusão da maratonista Filomena Costa

Atleta portuguesa recusou ser suplente na maratona dos Jogos Olímpicos Rio2016.
Filomena Costa
Foto: SRDJAN SUKI / EPA

Filomena Costa

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

João Abrantes, responsável pela vertente feminina da seleção portuguesa de atletismo, admitiu que compreende a desilusão de Filomena Costa, que recusou ser suplente na maratona dos Jogos Olímpicos Rio2016.

“A Filomena quando soube a nossa primeira convocatória ficou muito desiludida. Ela tinha expetativas de estar nos Jogos, até porque tinha feito uma excelente temporada no ano passado”, começou por recordar o responsável pela comitiva feminina, na conferência de imprensa de apresentação da seleção de atletismo que vai representar Portugal no Rio2016, que decorreu no Centro de Alto Rendimento do Jamor.

João Abrantes, que garantiu compreender a desilusão da maratonista, revelou que, logo após o anúncio da escolha de Jéssica Augusto, em seu detrimento, Filomena Costa se mostrou indisponível para ser suplente.

“Falei com a Sameiro [Araújo, treinadora de Filomena Costa] e disse-lhe que era melhor esperar e deixar o tempo passar. Agora, mais recentemente, nos Europeus, voltámos a falar com a treinadora e a Filomena não mostrou disponibilidade para estar nos Jogos”, contou.

O passo seguinte foi falar com Vanessa Fernandes, que já estava de prevenção para a eventualidade de ser suplente e que reiterou a vontade de estar no Rio2016.

“Não sabemos o que poderá acontecer. [Ser suplente] não é uma situação menor. A Vanessa até pode ter de correr”, destacou.

Enquanto decorria a apresentação da comitiva portuguesa do atletismo que estará nos Jogos Olímpicos, Filomena Costa anunciou na sua conta oficial no Facebook que recusou o lugar de suplente da seleção portuguesa de atletismo que vai disputar a prova da maratona nos Jogos Olímpicos Rio2016.

“Tomei uma decisão, muito pensada, apoiada por pessoas muito importantes para mim, a minha família, amigos e o meu grande clube Associação Jardim da Serra. Sei que também tenho muitas pessoas que gostariam que eu fosse, mas a minha decisão passou por não aceitar o lugar de suplente”, escreveu a atleta.

Filomena Costa lamentou que não tenham sido cumpridos os critérios de seleção, uma vez que detinha melhor marca do que Jéssica Augusto (2:28.00 horas contra 2:28.53 da atleta do Sporting), uma das três selecionadas para a prova da maratona, em conjunto com Sara Moreira (Sporting) e Dulce Félix (Benfica).

“Dia de apresentação dos atletas que estarão presentes nos Jogos do Rio 2016. Um dia que poderia ter sido muito feliz para mim, marcante, inspirador, mas sinto que não o iria ser, porque estaria sempre presente o lugar que era meu se fossem tidos em conta os critérios pré-definidos”, denunciou.

Segundo os critérios adotados pela Federação Portuguesa de Atletismo, seriam eleitos os atletas “com as três melhores marcas obtidas durante o período de qualificação (01 de janeiro de 2015 a 31 de maio de 2016)”, caso mais de três conseguissem os mínimos.

Além daquelas quatro atletas, também a benfiquista Vanessa Fernandes, medalha de prata na prova de triatlo dos Jogos Olímpicos Pequim2008, tinha mínimos para correr a maratona feminina no Rio de Janeiro, o que lhe permite ser a suplente nacional na competição, que vai decorrer entre 05 e 21 de agosto.

Conteúdo publicado por Sportinforma