Moniz Pereira

02-08-2016 13:57

Portugal despede-se hoje do “senhor Atletismo”

Perfil de Moniz Pereira, figura e ícone que se confunde com o Desporto e com o Atletismo, mas que foi um homem de trabalho e de inúmeras paixões. Funeral desta grande figura de vulto, atleta e técnico e dirigente está marcado para a tarde desta terça-feira.
Moniz Pereira

Moniz Pereira faleceu aos 95 anos

Por André Delgado sapodesporto@sapo.pt

Moniz Pereira deixou-nos aos 95 anos, numa vida demasiado cheia e onde não fica nada por fazer. O seu nome confunde-se com o atletismo e com o desporto português numa vida dedicada à causa.

"Tive uma vida muito bonita, porque fiz sempre que gosto e fi-lo bem", chegou a afirmar em entrevista.

Como atleta

Nasceu em 1921, em Lisboa, no seio de uma família abastada bem diferente da realidade portuguesa da altura. Com 17 anos iniciou-se no atletismo no Liceu Camões. Como atleta foi mediano, representando o Sporting no salto em comprimento e no triplo salto. Obteve a sua melhor marca em 1950, com 13,39m. Em termos de classificação conseguiu ser terceiro no Campeonato de Portugal. Mas não se limitou ao atletismo. Praticou várias modalidades como o andebol, basquetebol, futebol, ténis de mesa, voleibol e hóquei em patins.

Mantendo uma invejável capacidade física, obteve grandes resultados como atleta veterano. Logrou vencer a medalha de bronze no mundial de 1977 no salto em comprimento e no triplo salto, e ganhou nova medalha em 1982 no triplo.

Treinador

Contrariando uma vontade da família, nomeadamente a do avô materno, licenciou-se em Educação Física no Instituto Nacional de Educação Física. Lecionou nessa instituição, que daria origem à Faculdade de Motricidade Humana, durante 27 anos.

Em 1945 iniciou a carreira de treinador do Sporting, interrompeundo a ligação ao seu clube de sempre nos anos 70 e 80, altura em que prestou serviços para Federação Portuguesa de Atletismo.

Obstinado pelo treino e trabalho como receitas fundamentais para a obtenção dos êxitos desportivos, foi dele uma proposta para os atletas do Sporting serem dispensados do trabalho na parte da manhã para poderem treinar. Essa "pequena alteração" teve resultados logo nos Jogos Olímpicos de 1976, com a medalha de prata de Carlos Lopes e as finais de Aniceto Simões e José Carvalho. Rigoroso com os seus atletas, não admitia atrasos. Deve os resultados ao trabalho árduo numa vida dedicada ao desporto. Transformou um país sem tradição numa referência entre os meio-fundistas.

A glória como técnico foi alcançada com o ouro de Carlos Lopes na Maratona nos Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984 e com o recorde de Fernando Mamede nos 10 mil metros também no mesmo ano. Marcou presença em 12 Jogos Olímpicos. Teve o devido reconhecimento em vida em 1991, com a atribuição da Ordem do Infante D. Henrique.

Defensor das modalidades

Moniz Pereira foi sempre um acérrimo defensor das modalidades e entendia que se dava demasiada importância ao futebol, apesar de ter sido preparador físico da equipa de futebol que se sagrou campeã nacional em 1969.

O clube de sempre

O Sporting esteve sempre no coração de Moniz Pereira, onde chegou mesmo a ser sócio nº1. Tem um palmarés invejável, com 88 campeonatos em pista (48 masculinos e 30 femininos), 33 campeonatos em corta-mato masculino e 12 taças dos clubes campeões europeus, das 24 ganhas pelo Sporting. Currículo impressionante e inigualável. Teve um enorme desgosto com a construção do novo estádio, que eliminou a pista de atletismo.

A música

Foi autor de mais de 120 fados que serviram intérpretes como Amália Rodrigues, Carlos do Carmo, João Braga ou Fernando Tordo. Uma outra paixão de um homem multifacetado.

Escritor

Publicou quatro livros: A obra mais conhecida e com maior visibilidade foi "Carlos Lopes e a Escola Portuguesa de Meio-Fundo".

Faleceu este domingo, vítima de pneumonia e deixou Portugal mais pobre. Será sempre uma figura consensual e um ícone da sociedade portuguesa e não será esquecido. Até sempre "Senhor Atletismo", tal como relembra um dos títulos de um dos seus fados.

Conteúdo publicado por Sportinforma