Atletismo

01-09-2016 23:28

Nélson Évora em oitavo no 'meeting' de Zurique

Nélson Évora voltou hoje a mostrar que está longe da sua melhor forma, ao não passar do oitavo lugar na final do triplo salto da Liga Diamante, em Zurique, com um salto de 16,48 metros.
Rio'2016: Fernando Pimenta e Nelson

Portugal com grandes expectativas para o dia de hoje nos Jogos Ol

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O português, que foi sexto classificado no Rio2016, ficou longe dos melhores a competir no estádio Letzigrund, nomeadamente o norte-americano Christian Taylor, campeão olímpico e do mundo, que 'voou' a 17,80 metros.

No segundo lugar, mas a grande distância, terminou Troy Doris, da Guiana, com 17,01, e mais ninguém conseguiu passar a marca dos 17,00. Chris Carter, dos Estados Unidos, fechou o pódio, com 16,75.

Taylor - que venceu a Liga Diamante - voltou a ser o grande dominador da temporada, a exemplo da época passada, ainda para mais com a ausência do seu rival de 2015, o cubano Pedro Pablo Pichardo.

Uma das provas mais fortes em Zurique (com todas as campeãs olímpicas desde 2004) era a corrida dos 200 metros femininos, em que a campeã olímpica, a jamaicana Elaine Thompson, voltou a bater a campeã mundial, a holandesa Dafne Schippers.

Thompson terminou em 21,85 segundos, contra 21,86 de Schippers, que começou na frente mas foi passada mesmo em cima da meta. Como prémio de 'consolação', fica como a mais pontuada na Liga Diamante.

A campeã olímpica de 2012 e antiga tripla campeã do Mundo, a norte-americana Allyson Felix, teve de se contentar com o terceiro lugar, com 22,02, e a campeã olímpica de 2004 e 2008, a jamaicana Veronica Campbell-Brown, já de 34 anos, foi sexta.

Outra campeã do Rio2016 que continua em grande, passadas duas semanas, é a espanhola Ruth Beitia, que ficou sozinha no concurso do salto em altura a 1,96. Tentaria, sem sucesso, o recorde de Espanha a 2,02, mas o que fez chega para também ela triunfar na Liga Diamante.

Aos 37 anos, fecha uma época de sonho, em que se sagrou campeã olímpica, tricampeã europeia e vice-campeã do mundo em pista coberta.

O francês Renaud Lavillenie regressou à vitórias na vara, mas partilhou o primeiro lugar com o norte-americano Sam Kendricks. Na corrida à Liga Diamante, ganha o gaulês.

O circuito de meetings da Liga Diamante termina hoje e na próxima semana em Bruxelas - as duas reuniões repartem as 32 provas, em que cada vencedor recebe 40 mil dólares (35.700 euros).

Primeiros vencedores da Liga Diamante são:

Masculinos:

100 m: Asafa Powell (Jam)

400 m: Lashawn Merritt (EUA)

5.000 m: Hagos Gebrhiwet (Eti)

400 m barreiras: Kerron Clement (EUA)

Vara: Renaud Lavillenie (Fra)

Triplo: Christian Taylor (EUA)

Peso: Tom Walsh (Nzl)

Dardo: Jakub Vadlejch (Che)

- Femininos:

200 m: Dafne Schippers (Hol)

800 m: Caster Semenya (AfS)

1.500 m: Laura Muir (GB)

3.000 m obstáculos: Ruth Jebet (Brn)

100 m barreiras: Kendra Harrison (EUA)

Comprimento: Ivana Spanovic (Ser)

Altura: Ruth Beitia (Esp)

Disco: Sandra Perkovic (Cro)

Conteúdo publicado por Sportinforma