Atletismo

14-03-2017 14:09

Agência anti dopagem russa quer voltar à ação em novembro

Rusada está suspensa desde 2015.
Atletismo Geral
Foto: Mike Stobe / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Atletismo Geral

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Agência Antidopagem da Rússia (RUSADA), suspensa desde 2015, espera receber o certificado provisório em maio e voltar ao ativo plenamente em novembro, disse hoje o ministro dos Desportos do país, Pavel Kolobkov.

Durante o congresso organizado pela Agência Mundial Antidopagem (AMA), em Lausana, Suíça, Kolobkov frisou que a RUSADA já foi alvo de várias melhorias depois do ‘escândalo’ denunciado pelo ‘relatório McLaren’, que denunciou um sistema de dopagem generalizado na Rússia, com apoio estatal.

Uma das medidas sublinhadas pelo ministro foi a de redirecionar o financiamento para a RUSADA, que deixará de estar a cargo do ministério dos Desportos e passará a ser da responsabilidade direta do Governo.

O ministério dos Desportos deixará também de supervisionar o laboratório de Moscovo, competência agora entregue à Universidade estatal.

“Agradecemos aos autores do relatório [McLaren] e reafirmo que a Rússia não nega que tenha havido problemas nessa área, mas negamos as acusações de doping com o apoio estatal”, disse o ministro no congresso.

Conteúdo publicado por Sportinforma