Doping

07-04-2017 19:33

Dois treinadores de atletismo da Rússia banidos pelo TAS

O TAS acusou Kazarin de posse, tráfico e administração de substâncias proibidas, enquanto Mélnikov foi castigado pelo último destes ilícitos.
Doping Rússia
Foto: ROLAND SCHLAGER / EPA

Doping Rússia

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Tribunal Arbitragem do Desporto (TAS) baniu hoje dois treinadores russos do atletismo mundial, nomeadamente Alexéi Mélnikov e Vladímir Kazarin, numa irradiação apoiada pela federação do país.

“A decisão é objetiva. Essa gente era a que respondia pela seleção na época em que ocorreram infrações massivas”, justificou Alenxandr Parkin, diretor-geral da federação de atletismo da Rússia.

Parkin insistiu que “entre as obrigações desses treinadores estava acompanhar e impedir as infrações” do regulamento antidoping.

O TAS acusou Kazarin, treinador de média e longa distância, de posse, tráfico e administração de substâncias proibidas, enquanto Mélnikov foi castigado pelo último destes ilícitos.

Antes de deixar o cargo de ministro do Desporto da Rússia, promovido a vice-presidente do país, Vitali Mutkó admitiu que “lamentavelmente, muitos treinadores, e os próprios desportistas, estão convencidos de que sem doping não se pode ganhar”.

Recentemente, a Rússia anunciou que vai duplicar os testes antidoping em 2017, feitos por uma entidade independente externa ao país, depois de que no relatório McLaren se estimar que mais de 1.000 desportistas do país estão implicados no programa de doping do Estado entre 2011 e 2015.

No fim de 2016, a Duma, a câmara de deputados da Rússia, aprovou uma lei que estipula multas monetárias e penas de prisão efetiva contra treinadores, médicos ou funcionários que promovam o doping no desporto.

Conteúdo publicado por Sportinforma