Atletismo

01-05-2017 17:24

Associação Europeia de Atletismo pode redefinir recordes para combater doping

Proposta da EAA pode colocar todos os recordes europeus de atletismo em causa por causa de uma época marcada pelos casos de doping.
PISTA DE ATLETISMO COBERTA
Foto: Lusa

Proposta da EAA pode colocar todos os recordes europeus de atletismo em causa por causa de uma época marcada pelos casos de doping.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Associação Europeia de Atletismo (EAA) admitiu hoje redefinir todos os recordes da Europa em resposta às crescentes dúvidas quanto aos desempenhos desportivos de uma época marcada pelo doping.

“É uma solução radical, com certeza. Mas os amantes do atletismo estão cansados das dúvidas que pairam há demasiado tempo sobre os nossos recordes”, justificou o presidente da EAA, o norueguês Svein Arne Hansen.

A proposta foi adotada este fim de semana numa reunião do Conselho de EAA e surgiu na sequência do trabalho de uma comissão criada em janeiro: “Precisamos de uma ação decisiva para restaurar a credibilidade e confiança”.

Neste sentido, todos os recordes antes de uma data, a ser definida, seriam incluídos na categoria ‘velhos recordes da Europa’, com o objetivo de ter os desempenhos menos propensos a dúvidas quanto à sua obtenção com possível recurso ao doping.

A proposta ser vai submetida à Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) que a considerará na reunião do seu conselho, em agosto.

“Para que esta proposta seja adotada nos recordes mundiais, precisamos de um acordo global. Avançar significaria reconhecer que colocámos em prática sistemas antidoping mais fortes e seguros nos últimos 10-15 anos”, disse Sebastien Coe, presidente da IAAF, que participou na reunião.

Coe reconheceu que “há atuais recordistas que pensarão que reescrever a história lhes vai retirar algo”, recordando que se esta proposta avançar “será um passo na direção certa, se for feito de forma estruturada, pois será uma boa oportunidade de recuperar a credibilidade nesta área”.

Entre os registos Europeus que mais dúvidas suscitam estão os recordes mundiais da década de 1980 como os da checa Jarmila Kratochvilova nos 800 metros ou os da atleta da ex-RDA Marita Koch nos 400.

Conteúdo publicado por Sportinforma