Atletismo

13-06-2017 17:35

Benfica prevê competitividade em meeting 'encarnado' para dar experiência aos atletas

A 2.ª edição do Benfica athletics meeting terá lugar a 17 de junho, no Estádio 1.º Maio, em Lisboa.
Pablo Pichardo em ação

Pablo Pichardo em ação

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O vice-presidente do Benfica Fernando Tavares salientou hoje a enorme competitividade que a segunda edição do meeting dos 'encarnados' vai proporcionar, enaltecendo a experiência profissional que os atletas poderão ganhar para os Mundiais.

"Só vejo pontos altos aqui. É uma iniciativa inovadora do Benfica ter desenvolvido este novo produto. As expectativas são muito elevadas e é oportunidade para dar experiência internacional aos nossos atletas", começou por dizer, acrescentando: "Não precisamos de sair do país para ter essa experiência. Vamos ter um grupo de atletas internacionais que nos vão ajudar a compor uma matriz competitiva com enorme significado".

Quanto aos atletas, o cubano Pablo Pichardo, vice-campeão do triplo salto em 2015 e que chegou aos ‘encarnados' para ocupar o lugar de Nélson Évora, "não se sente pressionado" pela responsabilidade, assegurando que está ciente do "seu valor e da confiança alta" que possui.

Já Marta Pen mostrou-se igualmente otimista, porém sublinhou que ainda "não atingiu o seu pico de forma", depois de ter conseguido o 36.º lugar nos 1.500 metros nos Jogos Olímpicos Rio2016.

"Penso que vou estar à altura. Agora vou apontar para os máximos para poder ter uma boa classificação no campeonato do mundo, em Londres. Estou numa boa condição, num bom momento de forma, mas sei que ainda há bastante mais para vir. Ainda não estou no meu pico de forma", revelou.

Para a portuguesa, que vai competir apenas na prova dos 800 metros, sublinhou que o "objetivo passa por apontar para os máximos", frisando que a competição organizada pelo clube será "essencial para melhorar a preparação e ganhar mais confiança".

Por fim, Tsanko Arnaudov disse acreditar que vai ter rivais à altura no lançamento do peso para poder dar o seu melhor, confessando que, se perder, que seja com uma grande marca.

"Espero que os atletas sejam mais competitivos, hajam grandes marcas, bons ventos e bons lançamentos. Que seja tudo perfeito para os atletas alcançarem os seus objetivos. Tenho medo de perder, mas quando perco espero perder com uma grande marca. Espero que estejam no melhor deles para fazer o meu melhor", terminou.

Conteúdo publicado por Sportinforma