Final da NBA

01-06-2017 16:33

Cleveland e Golden State no terceiro Round para decidir quem domina a NBA

Cavaliers e Warriors estão na final pelo terceiro ano seguido. Uma vitória para cada um e mais um anel na disputa.
Troféu da NBA
Foto: 2016 Getty Images

Troféu da NBA

Por José Rafael Lopes sapodesporto@sapo.pt

Não há como evitar dizer que a NBA tem sido dominada por duas equipas de conferências opostas. Os Cleveland Cavaliers de LeBron James e os Golden State Warriors começaram a temporada como os grandes favoritos a figurar na final e não desiludiram os fãs que esperavam mais um duelo entre os últimos dois campeões da NBA.

Esta madrugada arranca a série de jogos que vai decidir quem vence o título de campeão da Liga norte-americana de basquetebol e o anel que simboliza a conquista. Depois de no ano passado os Cavaliers terem vencido os Golden State na final e, no ano anterior ter sido o cenário inverso, as duas equipas voltam a marcar embate numa série de jogos à melhor de sete.

Com mais um ‘round’ para definir quem leva o troféu não há um favorito claro para o encontro que arranca esta madrugada em casa dos Warriors que vão receber os dois primeiros embates da série à melhor de sete. Às duas da manhã é feito o ‘tip off’ (bola ao ar) para decidir quem parte em vantagem na série.

Antes do encontro não é complicado traçar os perfis de ambas as equipas durante a época regular. Tanto Cavaliers (Conferência Este) como Warriors (Conferência Oeste) eram favoritos e dominaram durante a temporada sempre com o lugar número 1 ou perto dele antes da fase decisiva dos play-offs onde apenas oito equipas de cada conferência avançam para a fase seguinte.

Cleveland entrou como campeã e com um ‘rei’ no trono

A equipa de Cleveland entrou como campeã na competição e sob a batuta de LeBron James, a grande estrela da equipa, foi somando vitórias no arranque da temporada. ‘King’ James, como é tratado na NBA, liderou a equipa como melhor marcador e o principal organizador e impulsionador da ofensiva dos Cavaliers (líder da equipa em pontos marcados/jogo).

Desengane-se, no entanto, quem pensa que o jogador apenas defende. Na formação da costa Este, LeBron é um dos mais fortes no capitulo defensivo. Na contagem de roubos de bola e bloqueios foi, a par de Kevin Love, dos melhores dentro da equipa.

Apesar de LeBron ser o jogador ‘estrela’ da formação de Cleveland não é o único com estatuto para fazer parte da constelação do basquetebol. Com Kyrie Irving a fazer das melhores temporadas desde que foi contratado (ainda 'rookie') e Kevin Love sem lesões preocupantes como no passado, os Cleveland Cavaliers apresentam um cinco de início forte com uma forte participação por parte dos jogadores que deixam o banco de suplentes.

Com efeito, a garantia de um lugar nos play-offs não foi surpresa e o primeiro lugar ficou perto embora os Boston Celtics tenham ficado com o ‘seed’ da primeira posição. Com um registo de 51 vitórias e 31 derrotas, os ‘Cavs’ ficaram com o segundo lugar nas oito equipas que avançaram para os play-offs.

Golden State chega à final depois ter liderado em praticamente tudo

Do outro lado do 'court' do título da NBA estão os Golden State Warriors. Os homens de Steve Kerr (ausente devido a um problema nas costas que o obrigou a afastar-se enquanto recuperava) foram dominando semana após semana durante a época regular.

Com mais uma coqueluche com o nome de Kevin Durant, os Warriors entraram na temporada como os grandes favoritos da Conferência Oeste. O tempo provou que os apostadores estavam certos, uma vez que a formação de Golden State liderou as tabelas de melhores marcadores, equipa com mais pontos, mais assistências e com melhor defesa.

Para tal registo muito ajudou Stephen Curry. O Point Guard é o cérebro da equipa com um lançamento de três pontos venenoso. Acompanhado por Klay Thompson e Kevin Durant, o jogo exterior é uma das armas mais potentes em toda a NBA. Com efeito, os Warriors estão no top cinco de mais pontos vindos de ‘triplos’, top cinco de mais pontos por jogo e top cinco de mais assistências por encontro.

As estatísticas dão conta de uma equipa forte e com capacidade ofensiva. A posição na Conferência Oeste confirma isso mesmo, com os Golden State Warriors no primeiro posto das equipas que se qualificaram para a fase final. As 67 vitórias e 15 derrotas com uma percentagem de mais de 80% de vitórias demonstram bem o domínio na costa Oeste.

Playoffs sem surpresas e com ‘Sweeps’ constantes

A fase dos play-offs coloca frente a frente as 16 melhores equipas do ano na NBA. A fase final do campeonato é normalmente sinónimo de séries bem disputadas sem ‘sweeps’ (vitórias sem contestação onde a série à melhor de sete acaba com um resultado de 4-0). No entanto, os dois finalistas tinham ideias diferentes nesta edição da fase final.

Os Golden State Warriors chegaram à final da NBA sem perder um único jogo. Para trás ficaram três ‘sweeps’ a três formações dentro das oito melhores da Conferência Oeste. Os Portland TrailBlazers foram eliminados por 4-0 na primeira ronda. O mesmo destino teve os Utah Jazz quando enfrentaram os Warrios na segunda ronda. Na final de Conferência, os Golden State voltaram a fazer das suas e bateram os San Antonio Spurs por 4-0.

Em Cleveland, na costa oposta dos Estados Unidos a história não foi muito diferente. Os ‘Cavs’ arrancaram os play-offs de defesa do título frente aos Indiana Pacers. LeBron levou a equipa para a ronda seguinte com um ‘sweep’ expressivos (4-0). Na segunda ronda, com uma visita ao Canadá, novo ‘sweep’ dos campeões em título com quatro jogos sem resposta.

Na final de conferência os Boston Celtics quebraram a série de 10 jogos sem perder nos play-offs. No terceiro jogo da Série, a equipa que terminou à frente dos ‘Cavs’ na fase regular impôs-se sobre Cleveland para vencer por 111-108. No entanto, foi apenas um adiamento do triunfo de LeBron e companhia.

Tudo pronto para a final e que venha o campeão

O embate entre Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers arranca esta madrugada às duas da manhã de Portugal. Os dois primeiros encontros disputam-se na Oracle Arena, casa da equipa da Conferência Oeste. Segue-se o jogo três e quatro na Quickens Loan Arena, reduto dos ‘Cavs’. Caso seja necessário, o jogo cinco é em casa dos Golden State enquanto o jogo seis fica marcado para Cleveland. Em último caso, na eventualidade de a série chegar aos 3-3, o duelo final joga-se no reduto dos Warriors.

Com um título para cada uma das equipas nas últimas duas finais, o terceiro ‘round’ vai definir quem é a equipa dominante no basquetebol norte-americano. Esta é a final que os adeptos queriam, a final que ambicionavam, a final que arranca esta noite.

Conteúdo publicado por Sportinforma