Ciclismo

07-12-2013 14:12

Armstrong pede desculpa a Bassons, uma das suas "vítimas"

Ex-ciclista francês levantou dúvidas sobre as elevadas médias no Tour 1999 o que produziu um movimento de marginalização liderado por Armstrong.
Armstrong pede desculpa a Bassons, uma das suas

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O ex-ciclista norte-americano Lance Armstrong, banido para sempre devido ao doping, encontrou-se na sexta-feira com o ex-corredor francês Christophe Bassons, uma das suas "vítimas", para lhe pedir desculpa, informa hoje o jornal L'Equipe.

Ao longo da conversa que se realizou num hotel de Paris, Armstrong, desapossado das suas sete vitórias na Volta a França, desculpou-se perante Bassons devido a um episódio que contribuiu para o francês abandonar o Tour de 1999, em que o americano obteria a sua primeira vitória.

«O mais importante para mim é dizer-te em privado que lamento», declarou Armstrong, citado pelo jornal francês. Depois do escândalo de doping em 1998 com a equipa Festina, na qual corria Bassons, o corredor francês foi convidado a escrever uma crónica diária no Parisien no Tour de 1999, levantando sucessivamente dúvidas sobre as elevadas médias a que se estava a correr, o que produziu um movimento de marginalização liderado por Armstrong.

Antes de Bassons, o norte-americano teve um encontro em que procurou redimir-se perante Emma O'Reilly, massagista que denunciou a prática de doping na equipa US Postal, o que lhe valeu uma violenta campanha de desacreditação por parte de Armstrong. Este cara a cara foi presenciado pelo jornal britânico Daily Mail.

Antes de rumar a Paris, Armstrong esteve em Roma a tentar abrir caminho para um eventual encontro com o antigo corredor italiano Filippo Simeoni, que também foi ameaçado pelo americano em 2004 por ter furado o código de silêncio do pelotão.

O L'Equipe diz que este é uma espécie de "tour da redenção" e questiona os objetivos de Armstrong: «Aliviar a consciência? Limpar a sua imagem em farrapos? Travar a hemorragia financeira provocada pela sua confissão? (...) porque as suas receitas futuras dependem da imagem que conseguirá salvar e porque precisa do desporto para recuperar a sua imagem».

Conteúdo publicado por Sportinforma com Lusa