Ciclismo

07-01-2014 14:51

Rui Costa na 40.ª Volta ao Algarve

Seis equipas WorldTour vão estar na competição portuguesa.
Rui Costa na 40.ª Volta ao Algarve

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A Lampre-Merida do português Rui Costa estará na 40.ª edição da Volta ao Algarve em bicicleta, que contará também com a Movistar, a Katusha, a Astana, a Tinkoff-Saxo e a Belkin, confirmou hoje à Lusa a organização.

Fonte da organização revelou à Lusa que, além das confirmadas Lampre-Merida, do campeão do mundo Rui Costa, da Tinkoff-Saxo de Alberto Contador, e da Belkin, a equipa revelação da última Volta a França, também estarão nas estradas algarvias a líder do ranking de 2013, a Movistar, a russa Katusha, que tem José Azevedo como diretor desportivo, e a Astana, todas da World Tour (principal escalão).

Num pelotão que ainda não se encontra fechado, já se encontra confirmada a presença dos portugueses Rui Costa e Nelson Oliveira, da Lampre-Merida, dos lusos Sérgio Paulinho e Bruno Pires e do espanhol Contador, pela Tinkoff-Saxo e da jovem estrela Wilco Kelderman, da Belkin.

A 40.ª edição da Volta ao Algarve, que decorrerá entre 19 e 23 de fevereiro, vai voltar a contar com cinco etapas, apresentando um percurso variado e equilibrado, que dará oportunidade de brilhar a todo o tipo de corredores.

A abrir e a fechar a competição, se tudo correr conforme o expectável, serão os “sprinters” a brilhar, enquanto o segundo dia será também para homens rápidos, mas com um traçado mais seletivo, com a etapa mais longa da prova que ultrapassará os 200 quilómetros.

A terceira etapa será um contrarrelógio individual, mas, desta vez, mais curto do que o habitual, deixando a corrida aberta a um leque alargado de corredores.

O percurso contempla ainda uma chegada em alto, no Malhão, na quarta etapa, que promete revelar-se como um momento decisivo da 40.ª edição da “Algarvia”.

«A Volta ao Algarve, à semelhança dos anos anteriores, voltará a ser um grande espetáculo desportivo. Trata-se da prova de ciclismo realizada em território nacional com maior impacto internacional, sempre com a presença de um notável pelotão. Este ano é especial, já que celebra a sua 40.ª edição, e é nossa ambição proporcionar uma prova capaz de orgulhar toda a região», recordou Cândido Barbosa, diretor desportivo da prova, citado em comunicado. 

Conteúdo publicado por Sportinforma com Lusa