Ciclismo

21-03-2017 19:33

Movistar ganha contrarrelógio marcado por polémica na Volta à Catalunha

Na quarta-feira, cumpre-se a terceira etapa da Volta à Catalunha, uma ligação de 188,3 quilómetros entre Mataró e La Molina.
Movistar
Foto: Lusa

Movistar

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Movistar do português Nelson Oliveira venceu hoje o contrarrelógio por equipas da segunda etapa da Volta à Catalunha, levando o espanhol Alejandro Valverde à liderança da geral.

A equipa espanhola cortou a meta, no final dos 41,3 quilómetros com início e final em Banyoles, em bloco, com os seus oito ciclistas a marcarem o tempo de 48.55 minutos. No entanto, José Joaquín Rojas, que foi o primeiro a cortar o risco e que, durante momentos, surgiu como líder da geral, acabou por receber uma penalização de três minutos por ter auxiliado o companheiro Andrey Amador, ‘entregando’ a camisola branca a Valverde.

Também Nelson Oliveira, que na classificação provisória aparecia na quinta posição da geral, recebeu um minuto de penalização por ter sido ‘empurrado’ por um companheiro – algo que os regulamentos da União Ciclista Internacional (UCI) não permitem, mesmo entre colegas de equipa – e caiu para o 20.º lugar.

Polémicas, à parte a Movistar voou para a vitória, a uma média de 50,658 km/h, batendo a BMC por apenas dois segundos, com a Sky a ser uma distante terceira, a 46 segundos.

“Foi um ‘crono’ bastante duro. Tínhamos as referências de todas as equipas, então tentámos regular e tentar fazer o possível para distanciar os rivais mais diretos”, explicou à Lusa o tricampeão nacional de contrarrelógio.

A prestação da formação espanhola no ‘crono’ por equipas valeu a liderança da geral a Alejandro Valverde, que tem os compatriotas e colegas Rubén Fernández e Imanol Erviti atrás de si com o mesmo tempo, respetivamente no segundo e terceiro postos.

Candidato ao triunfo final na prova espanhola, o líder da Movistar tem no britânico Chris Froome (Sky), 18.º a 46 segundos, o seu principal adversário, com o compatriota Alberto Contador (Trek-Segafredo) à espreita, na 22.ª posição, a 01.15 minutos.

Apesar da penalização sofrida, Nelson Oliveira é o melhor português na geral, com José Mendes, cuja Bora-hansgrohe foi 12.º, a ser 67.º, a 02.27 minutos de Valverde.

José Gonçalves é 74.º, a 02.48 minutos, depois de ter terminado o contrarrelógio por equipas dentro do lote de ciclistas da Katusha que finalizou na 14.ª posição, enquanto o seu companheiro Tiago Machado, que perdeu nove minutos para os homens da frente, é 167.º.

Ricardo Vilela, que ajudou a sua Manzana Postobón a ser 22.ª, é 124.º da geral, a 04.24 minutos.

Na quarta-feira, cumpre-se a terceira etapa da Volta à Catalunha, uma ligação de 188,3 quilómetros entre Mataró e La Molina.

Conteúdo publicado por Sportinforma