Volta à Catalunha

22-03-2017 13:11

Ciclistas da Movistar castigados com um minuto na prova

União Ciclista Internacional sancionou os atletas da equipa espanhola devido a ajudar no contrarrelógio por equipas.
Carlos Barbera, ciclista da Movistar
Foto: Lusa

Ciclistas da equipa espanhola foram castigados pela União Ciclista Internacional

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os juízes de União Ciclista Internacional (UCI) sancionaram com um minuto todos os ciclistas da equipa espanhola Movistar, depois de na quarta-feira terem castigado apenas três, na sequência de ajudas no contrarrelógio por equipas da Volta à Catalunha.

Na sequência de um protesto da BMC, a UCI mudou a sanção, o que implica a vitória da equipa suíça no contrarrelógio e a queda da formação espanhola para o terceiro posto, bem com a subida do belga Bem Hermans (BMC) à liderança da geral individual, por troca com Alejandro Valverde (Movistar).

A Movistar tinha conquistado o contrarrelógio por equipas, com o tempo de 48.55 minutos e colocado o espanhol José Joaquín Rojas na liderança da prova.

Depois da conclusão da etapa, a UCI analisou, porém, as imagens de vídeo da prova, concluindo que Rojas ajudou com impulsos os seus companheiros de equipa Andrey Amador, em duas ocasiões, e o português Nelson Oliveira, uma vez.

Assim, Rojas foi penalizado com três minutos, Amador com dois e Oliveira com um, o que colocou Valverde na liderança da prova.

Na noite de terça-feira, a BMC protestou da decisão e, hoje, a UCI decidiu penalizar todos os elementos da equipa com um minuto, o que só não altera o tempo de Nelson Oliveira.

Com esta decisão, a geral é comandada por Hermans, enquanto Valverde segue a 58 segundos da liderança e a 14 do britânico Chris Froome (Sky), cuja equipa ascendeu ao segundo lugar do contrarrelógio por equipas.

Esta quarta-feira, cumpre-se a terceira etapa da Volta à Catalunha, uma ligação de 188,3 quilómetros entre Mataró e La Molina.

Conteúdo publicado por Sportinforma