Ciclismo

06-05-2017 17:28

Raúl Alarcón mantém ‘amarela’ ao ser terceiro na segunda etapa da Volta a Madrid

Alarcón é ainda o líder da camisola dos pontos, com 41, num dia em que os nove fugitivos do primeiro dia mantiveram as distâncias nos primeiros postos da geral.
Raúl Alarcón, da W52-FC Porto, vence primeira etapa da Volta Ciclista a Madrid
Foto: EPA/Alberto Morante

Raúl Alarcón mantém ‘amarela’ ao ser terceiro na segunda etapa da Volta a Madrid

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O ciclista espanhol Raúl Alarcón, da W52-FC Porto, terminou hoje em terceiro a segunda etapa da 30.ª Volta Ciclista Comunidade de Madrid, mantendo a camisola amarela de líder da geral individual.

O espanhol, que venceu na sexta-feira a etapa inaugural da prova, foi superado por dois compatriotas: o vencedor da tirada Carlos Barbero (Movistar) e Oscar Sevilla (Medellín-Inder), que subiu a segundo na geral com o mesmo tempo do corredor dos ‘dragões’.

Alarcón é ainda o líder da camisola dos pontos, com 41, num dia em que os nove fugitivos do primeiro dia mantiveram as distâncias nos primeiros postos da geral.

Em Valdemoro, que registou a partida e chegada de uma etapa de 148 quilómetros, o português Nuno Bico (Movistar) esteve inserido na fuga do dia, ao lado do colega de equipa Jasha Sutterlin e David Arroyo (Caja Rural), tendo terminado a etapa em 93.º, a 4.38 minutos de Barbero.

O melhor português acabou por ser Samuel Caldeira (W52-FC Porto), que lançou Alarcón depois de uma chegada em pelotão compacto, terminando na quarta posição, a três segundos do ‘trio’ da frente, que cortou a meta com 3:22.18 horas.

A Rádio Popular Boavista teve em Daniel Sanchez o melhor ciclista, na 16.ª posição, a sete segundos do vencedor, com Domingos Gonçalves em 24.º, subindo a 21.º na geral, o melhor português, e Ricardo Vilela (Manzana Postobon) em 25.º, com o mesmo tempo e na 22.ª posição da geral.

Também a sete segundos do primeiro, Rafael Reis (Caja Rural) foi 35.º, subindo a 29.º na geral individual, à frente do espanhol Pablo Guerrero e de David Rodrigues, da Rádio Popular Boavista, em 38.º e 39.º respetivamente.

Xuban Errazkin (Rádio Popular Boavista) terminou em 48.º, com o colega de equipa russo Egor Silin em 57.º, igualmente integrados no pelotão.

O vencedor da Volta a Portugal em 2016, Rui Vinhas (W52-FC Porto), chegou no mesmo grupo (59.º), com Tiago Ferreira (61.º) e Amaro Antunes (62.º) perto do colega de equipa.

Daniel Freitas (W52-FC Porto) foi 86.º, com Nuno Meireles (Equipo Bolivia) em 99.º lugar.

A última etapa da Volta Ciclista Comunidade de Madrid apresenta um traçado totalmente urbano no Paseo de la Castellana, com um total de 99 quilómetros, onde Alarcón terá em Óscar Sevilla a grande ameaça a somar uma segunda vitória em poucos dias, depois da conquista, na segunda-feira, da Volta às Astúrias.

Conteúdo publicado por Sportinforma