Ciclismo

08-06-2017 17:06

Bauhaus vence quinta etapa do Dauphiné ao ‘sprint’

Bauhaus cumpriu a tirada de 175,5 quilómetros em 04:04.32 horas, o mesmo tempo que os franceses Démare (FDJ) e Coquard (direct Energie).
Phil Bauhaus, ciclista alemão
Foto: EPA/NUNO VEIGA

Phil Bauhaus, ciclista alemão

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O alemão Phil Bauhaus (Sunweb) venceu hoje ao ‘sprint’ a quinta etapa do Critérium de Dauphiné em bicicleta, batendo Arnaud Démare e Bryan Coquard, com o belga Thomas de Gendt (Lotto Soudal) a continuar de ‘amarelo’.

Bauhaus cumpriu a tirada de 175,5 quilómetros em 04:04.32 horas, o mesmo tempo que os franceses Démare (FDJ) e Coquard (direct Energie), numa chegada ao ‘sprint’, que confirmou as previsões e se seguiu a seis contagens de montanha, nenhuma de primeira categoria.

A conquista é a mais significativa da ainda jovem carreira do alemão, de 22 anos, que este ano correu a Volta a Itália, que abandonou.

“Já tinha feito um bom ‘sprint’ na segunda-feira [terminou em quinto], desta vez senti que tinha pernas e tive dois colegas comigo até ao final”, explicou, no final da etapa.

Thomas de Gendt surgiu integrado no pelotão e continua a liderar a geral individual, com 27 segundos de vantagem sobre o australiano Richie Porte (BMC) e 51 segundos sobre o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), num dia que não provocou alterações nos primeiros lugares antes de três etapas de montanha decisivas para a classificação.

O holandês Dylan van Baarle (Canondale – Drapac) foi o homem da fuga que se aguentou mais tempo, até seis quilómetros da meta, já depois do compatriota Koen Bouwman (LottoNL-Jumbo) ter abandonado a tentativa, depois de ter somado pontos suficientes para se tornar o novo líder da montanha.

Os dois portugueses tiveram um dia discreto em prova, com André Cardoso (Trek Segafredo) a terminar em 52.º e Tiago Machado (Katusha Alpecin) em 73.º, ambos integrados no pelotão.

Machado é o mais bem posicionado na geral, tendo subido três lugares, para a 41.ª posição, a 3.13 minutos do líder, com Cardoso no 50.º posto, uma subida de cinco posições, a 3.48.

Na sexta-feira, a sexta etapa do Critérium tem 147,5 quilómetros de distância, ligando Villars-les-Dombes a Motte-Servolex, na descida do Mont du Chat, montanha também incluída na Volta a França, onde os principais favoritos à geral devem começar a mostrar-se e a ameaçar a liderança de De Gendt.

Conteúdo publicado por Sportinforma