Ciclismo

06-07-2017 18:52

Yannis Yssaad vence primeira etapa do Troféu Joaquim Agostinho

O Troféu Joaquim Agostinho vive esta sexta-feira uma das jornadas mais aguardadas.
Tour de Timor arranca a 13 de setembro

O Troféu Joaquim Agostinho vive esta sexta-feira uma das jornadas mais aguardadas.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O ciclista francês Yannis Yssaad (Armée de Terre) ganhou hoje a primeira etapa do Troféu Joaquim Agostinho, uma ligação de 140 quilómetros, entre Ventosa e Arruda dos Vinhos, que permitiu ao norueguês Andreas Vangstad (Sparebanken Sor) manter a liderança.

Yssaad, que cumpriu a etapa em 03:32.39 horas, bateu ao ‘sprint’ o português Samuel Caldeira (W52-FC Porto) e o espanhol Oscar Pelegrí (Caja Rural).

“Era uma chegada ao meu gosto e a equipa tinha o objetivo de ganhar aqui. Acelerámos no último topo e na chegada consegui alcançar o nosso objetivo”, assumiu o francês, após conquistar a quarta vitória da época.

O norueguês Andreas Vangstad terminou a etapa no pelotão e manteve o primeiro lugar na geral, com oito segundos de vantagem sobre o galego Gustavo Veloso (W52-FC Porto) e 17 sobre o português Sérgio Paulinho (Efapel), respetivamente segundo e terceiro.

“A equipa fez um excelente trabalho para controlar a corrida até à última montanha do dia. Devo aos meus companheiros a manutenção da camisola amarela. Amanhã espero ter boas pernas na subida final. Vai ser duro, mas tudo farei para continuar na primeira posição”, disse Vangstad, citado pela assessoria de imprensa da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

A agitação da etapa de hoje ficou a cargo de David Ribeiro (Liberty Seguros/Carglass), Adrián González (Euskadi Basque Country-Murias) e Pablo Guerrero (RP-Boavista), com o trio a sair do pelotão com 20 quilómetros percorridos.

Os fugitivos, que chegaram a ter mais de seis minutos de vantagem, foram apanhados a 26 quilómetros do final, graças ao trabalho da equipa do camisola amarela.

O Troféu Joaquim Agostinho vive esta sexta-feira uma das jornadas mais aguardadas, com a segunda etapa a ligar Sobral de Monte Agraço ao alto de Montejunto, no total de 155 quilómetros.

A meta coincide com uma contagem de montanha de primeira categoria, sendo alcançada após subida pela vertente do Avenal, mais exigente do que a escalada habitualmente feita.

Conteúdo publicado por Sportinforma