Volta a França

10-07-2017 16:50

Rafa Majka abandona depois de sofrer contusões graves em queda

Majka disse ainda que mal consegue respirar e tomou a decisão de abandonar o Tour “pela saúde e pelo resto da temporada”.
Rafa Majka, ciclista da Bora-hansgrohe
Foto: DR

Rafa Majka, ciclista da Bora-hansgrohe

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O ciclista polaco Rafa Majka abandonou hoje a 104.ª Volta a França, depois de ter caído durante a nona etapa e ter sofrido contusões graves, sendo o terceiro ciclista da Bora-hansgrohe a ficar de fora.

“Tenho dores em todo o corpo, mas tive sorte em não ter fraturado nada. Não posso explicar o que aconteceu quando caí”, explicou o ciclista, de 27 anos, citado no sítio oficial da equipa na internet.

Majka, que era o chefe de fila da Bora-hansgrohe na prova atualmente liderada pelo britânico Chris Froome (Sky), disse ainda que mal consegue respirar e tomou a decisão de abandonar o Tour “pela saúde e pelo resto da temporada”.

Com a saída do polaco, cujo maior resultado foi o terceiro lugar na Volta a Espanha de 2015, a equipa sofreu a terceira baixa, depois de o campeão do mundo Peter Sagan, que tinha vencido a terceira etapa, ter sido desclassificado por ter derrubado Mark Cavendish (Dimension Data), e de o irmão do eslovaco, Juraj, ter falhado o controlo de tempo da nona etapa, vencida por Rigoberto Urán (Cannondale Drapac).

Além de Majka, também Geraint Thomas (Sky), que era segundo, abandonou na sequência de quedas no domingo, na ligação de 181,5 quilómetros entre Nantua e Chambéry, bem como o australiano Richie Porte (BMC), que era quinto à geral.

Porte fraturou a pélvis e a clavícula direita numa queda aparatosa na última descida do dia, enquanto Thomas partiu a clavícula direita, num dia em que um total de nove ciclistas saíram da prova, restando apenas 181 dos 193 corredores iniciais, um deles o português Tiago Machado (Katusha Alpecin), 58.º à geral individual.

Conteúdo publicado por Sportinforma