Volta a Portugal

01-08-2016 21:15

LA-Antarte ameaça abandonar devido à expulsão de Hugo Sancho

Hugo Sancho foi hoje expulso da corrida pelo colégio de comissários por se agarrar a uma viatura.
 LA Aluminios - Antarte
Foto: Lusa

LA Aluminios - Antarte

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A equipa LA-Antarte ameaçou hoje abandonar a 78.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta devido à decisão do colégio de comissários de expulsar Hugo Sancho, por se agarrar a uma viatura.

“Já falei com um dos patrocinadores e vou falar com outros dois. Por mim, vamos para casa. Se for essa a decisão, a nossa equipa é unida e vai toda para casa se esta situação não for alterada”, afirmou o diretor desportivo da formação de Paredes, Mário Rocha, em declarações à agência Lusa, assegurando que pelo menos o italiano Franco Pellizotti (Androni Giocattoli) fez o mesmo que o corredor português.

Hugo Sancho foi hoje expulso da corrida pelo colégio de comissários por se agarrar a uma viatura durante a quinta etapa, que iniciou no 22.º lugar, a 6.16 minutos do líder Rui Vinhas (W52-FC Porto), tendo sido ainda multado em 200 francos suíços (cerca de 185 euros).

Admitindo não ter observado a infração, que deixou a LA-Antarte com sete corredores, Mário Rocha disse que Sancho confirmou o ato “em desespero, numa etapa complicada”, ressalvando que Pellizotti também terá feito o mesmo.

“É o mesmo comissário a quem chamei a atenção pelos cortes na classificação da etapa de sexta-feira e que depois foram corrigidos no sábado. Nós nem éramos os principais prejudicados, mas agora não sei como o Pellizotti, que tem influência na corrida ao endurecê-la no final, leva uma multa e 20 segundos de penalização. Teve coragem de expulsar o Hugo, mas não teve coragem de o fazer ao Pellizotti. Foi por ser italiano ou por ser o Pellizotti? É justo ou perseguição?”, questionou.

Mário Rocha disse ainda ter exigido que Hugo Sancho cruzasse a linha de meta, em Viseu, atrás dos carros de apoio, por forma a concluir a etapa, o que acabou por fazer no 27.º lugar, 8.06 minutos depois do vencedor, o espanhol Vicente de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé).

Além dos 20 segundos de penalização, Pellizotti, que surge na classificação da etapa no 26.º lugar, a 26 segundos de Vicente de Mateos, foi multado em 50 francos suíços (cerca de 46 euros), tal como o australiano Nathan Earle (Drapac), enquanto as respetivas equipas terão de pagar 200 francos suíços.

Após a quinta etapa e na véspera do dia de descanso, a 78.ª Volta a Portugal é liderada pelo português Rui Vinhas (W52-FC Porto).

Conteúdo publicado por Sportinforma