Ciclismo

03-08-2016 07:38

Controlo antidoping apertado na Volta a Portugal

Foram realizados 136 controlos antidoping extra, 88 no dia de descanso.
78ª Volta a Portugal em Bicicleta
Foto: Lusa

O pelotão durante a subida à Serra da Arada

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) anunciou que realizou até agora 136 controlos extra durante Volta a Portugal em bicicleta, incluindo 88 na terça-feira, durante o dia de descanso.

"Foram realizados, além dos habituais controlos em cada etapa, 136 controlos, dos quais 88 de passaporte biológico", lê-se num comunicado assinado pelo presidente da ADoP, Rogério Jóia.

A nota especifica que a ADoP procedeu a 48 controlos no âmbito do passaporte biológico a 26 de julho, véspera da partida da Volta a Portugal, entre as 19:00 e as 24:00. No dia de descanso, terça-feira, as brigadas da ADoP controlaram 40 corredores entre as 07:00 e as 10:00 e fizeram mais 48 recolhas entre as 19:00 e as 23:00 junto de 48 corredores, estas no quadro do passaporte biológico.

A 78.ª edição da Volta prossegue hoje, com a realização da etapa-rainha, a sexta, que liga Belmonte à Guarda, na distância de 173,7 quilómetros, e propõe duas subidas à Torre, ponto mais alto de Portugal continental, no coração da Serra da Estrela.

A cinco etapas do final, o português Rui Vinhas (W52-FC Porto) lidera a prova, com 2.45 minutos de vantagem sobre o espanhol Gustavo Veloso, seu colega de equipa e vencedor da prova em 2014 e 2015, e 3.02 em relação a Joni Brandão (Efapel), terceiro.

Conteúdo publicado por Sportinforma