Volta a Portugal

03-08-2016 20:22

Joni Brandão admite derrota na Volta a Portugal

Joni Brandão empreendeu uma fuga solitária de cerca de 80 quilómetros, a partir da segunda subida à Torre, na Serra da Estrela, mas sem sucesso.
Joni Brandão (Efapel)
Foto: Lusa

Joni Brandão (Efapel)

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O português Joni Brandão (Efapel) admitiu hoje a derrota na 78.ª Volta a Portugal em bicicleta, reconhecendo que o triunfo final deverá ser alcançado por Rui Vinhas ou pelo espanhol Gustavo Veloso, ambos da W52-FC Porto.

“Neste momento tenho de dar o braço a torcer e dizer que a Volta vai ser, quase de certeza, entregue a um deles, ao [Gustavo] Veloso ou ao [Rui] Vinhas, porque, além de estarem muito fortes, têm uma equipa que está toda igual. Qualquer ciclista deles está num nível de forma impressionante e quase me arrisco a dizer que qualquer ciclista da W52-FC Porto podia ganhar a Volta a Portugal”, afirmou o segundo classificado da Volta em 2015, no final da etapa-rainha, a sexta.

Joni Brandão empreendeu uma fuga solitária de cerca de 80 quilómetros, a partir da segunda subida à Torre, na Serra da Estrela, sem conseguir mais do que uma vantagem de dois minutos sobre o primeiro grupo, comandado pelos ‘dragões’.

“Sei que dei o meu máximo e saio da Volta a Portugal com a cabeça erguida”, frisou o chefe de fila da Efapel, que foi sétimo na etapa, a 21 segundos do vencedor, Gustavo Veloso, bicampeão da prova em exercício, e caiu do terceiro para o quarto lugar, agora a 3.13 minutos do camisola amarela, Rui Vinhas.

Confrontado pelos elogios de Veloso ao seu desempenho na etapa, que o considerou “muito valente” e protagonista de uma etapa a recordar, Joni Brandão agradeceu e alargou a retribuição ao conjunto ‘azul e branco’.

“Tenho de agradecer ao Gustavo [Veloso] por ter reconhecido o meu esforço, também dou os parabéns à W52-FC Porto e ao Gustavo, que ganhou a etapa, porque controlaram da melhor maneira e mostraram que têm um bloco muito forte", rematou.

Conteúdo publicado por Sportinforma