Futebol / Angola

18-08-2016 16:56

Nando Jordão pede maior aposta na formação em Angola

O antigo selecionador angolano salientou ser necessária uma maior aposta nos escalões de formação como garantia para o desenvolvimento do desporto angolano.
Nando Jordão
Foto: ROSÁRIO DOS SANTOS

Nando Jordão, antigo selecionador olímpico de Angola.

Por SAPO Desporto c/ Angop sapodesporto@sapo.pt

O antigo selecionador de futebol Nando Jordão afirmou esta quinta-feira, em Luanda, ser necessária uma maior aposta nos escalões de formação como garantia para o desenvolvimento do desporto angolano e de grandes êxitos no futuro.

Em declarações à Angop sobre o pronunciamento do Presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, na abertura do VII Congresso ordinário do seu partido, iniciado quarta-feira, segundo o qual os resultados do desporto não estão a melhorar há muito tempo, salvo raras exceções, disse ser uma constatação justa e que a inversão do quadro requer engajamento de toda a sociedade.

“Estou plenamente de acordo e ninguém melhor do que o Presidente pode reconhecer o facto, principalmente por ser um homem do desporto. É preciso compreender que devemos apostar fortemente nos escalões de formação, partindo de um maior investimento na base, com a criação de condições alimentares de saúde e outras, para que as nossas crianças possam desenvolver suas capacidades físicas, atléticas e intelectuais”, frisou.

O atual responsável do Conselho Técnico da FAF acrescentou que ao começarem a prática desportiva tardiamente, muitos atletas angolanos ficam aquém das valências competitivas em relação aos adversários de outros países, que primam por aspetos formativos baseados nas regras das ciências desportivas, a partir dos escalões mais jovens.

A mais-valia da criação da Academia de Futebol de Angola (AFA), que além de Luanda, devia ser extensiva a outras províncias, o dirigismo desportivo e evolução dos treinadores, com realce ao futebol, entre outros, foram igualmente enumeradas pelo ex-treinador da seleção olímpica angolana como sendo o caminho para a melhoria do desporto no país.

O também Presidente da República, José Eduardo dos Santos, dirige o VII Congresso ordinário do seu partido, MPLA, cujos trabalhos se prolongarão até sábado. Participam no conclave 2.530 dos 2.620 eleitos em todo o país nos mais diversos níveis.

Conteúdo publicado por Sportinforma