Futebol/ Angola

28-04-2017 11:34

FAF "chumba" protesto do 1º de Agosto

Conselho de disciplina não deu razão à equipa angolana no caso da má inscrição de Israel Kipinda.
Mingo Bile foi o autor do golo na última vez que o 1º de Agosto venceu o Kabuscorp
Foto: António Escrivão/Angop

1º Agosto apresentou uma queixa à FAF

Por SAPO Desporto c/Angop sapodesporto@sapo.pt

O conselho de disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF) considerou improcedente o protesto apresentado pelo Clube Desportivo 1º de Agosto, por alegada má inscrição do jogador Israel Kipinda Pacote, do Sagrada Esperança da Lunda Norte.

De acordo com o comunicado da FAF não se verifica nenhuma má qualificação do jogador em causa, uma vez que o mesmo não foi expulso nem se encontra em situação de acumulação de cartões amarelos.

O órgão reitor indica que o atleta foi regularmente inscrito na Federação pelo Sagrada Esperança para a presente época depois de ter unilateralmente se desvinculado do 1º de Maio de Benguela. Com efeito, o conselho de disciplina deliberou que a sua saída foi feita por justa causa, considerando-o livre para ser contratado por qualquer clube.
O 1º de Agosto apresentou o protesto no passado dia 24 de março, na sequência da derrota de 0-1 na deslocação a 19 do mesmo mês para a sétima jornada do Girabola. Na classificação, o Sagrada Esperança lidera a competição com 25 pontos, os mesmos que o Petro de Luanda e Kabuscsopor do Palanca nas posições seguintes. O 1º de Agosto está em quarto com 24 pontos.

Conteúdo publicado por Sportinforma