Futebol

27-03-2017 23:17

Chapecoense vai disputar a Taça que o destino um dia não deixou

Chapecoense e Atletico Nacional vão disputar a Supertaça sul-americana.
Chapecoense antes do jogo na Libertadores
Foto: EPA/HUMBERTO MATHEUS

Chapecoense antes do jogo na Libertadores

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os clubes de futebol brasileiro Chapecoense e colombiano Atletico Nacional anunciaram hoje que vão encontrar-se finalmente na próxima semana para disputar a Supertaça sul-americana.

As equipas iam encontrar-se em novembro na final, também a duas mãos, da Taça Sul-Americana, quando o avião que transportava a equipa brasileira caiu, matando 71 pessoas.

O Atletico Nacional, que venceu a Taça Libertadores, a principal competição de futebol da América do Sul, e a Chapecoense, a quem foi atribuído o triunfo na Taça Sul-Americana, por proposta do clube colombiano, encontram-se na primeira mão a 04 de abril na cidade brasileira de Chapeco, com a segunda mão a ser realizada a 10 de maio, em Medellin.

Em 29 de novembro, 19 futebolistas da Chapecoense morreram no acidente perto de Medellin, com o avião a cair por falta de gasolina: a aeronave transportava 77 pessoas, sendo que 71 faleceram.

A Chapecoense tem-se reconstruído com novos futebolistas e patrocinadores, embora os familiares das vítimas estejam ainda a ser penalizados pela falta de compensação financeira pelas suas perdas.

O clube brasileiro precisou de uma autorização especial para receber o desafio, já que o seu estádio, o Arena Conda, alberga apenas 22.000 espetadores, quando as regras da CONMEBOL definem que as finais continentais devem ser realizadas em recintos com um mínimo de 40.000 lugares.

A CONMEBOL declarou que os 200.000 habitantes de Chapeco desejam “pagar na sua própria cidade um tributo especial ao Atletico Nacional pelas suas ações de solidariedade e apoio oferecido à equipa na altura do acidente”.

Conteúdo publicado por Sportinforma