Brasileirão Serie A Brasileirão Serie A

Imprimir A- A+

Brasil

06 de março de 2013 21:50h

Guarda-redes admite homicídio da amante

Bruno Fernandes é acusado da morte da amante Eliza Samudio.

Guarda-redes admite homicídio da amante

Pela primeira vez, o ex-guarda-redes do Flamengo, Bruno Fernandes, admitiu, em tribunal, que Eliza Samudio foi assassinada e culpou o seu amigo Luiz Romão, mais conhecido por “Macarrão”, da morte.

O jogador, que está preso desde 2010, confessou, enquanto chorava, que esta morreu sufocada.

«No momento que ele falou comigo eu fiquei desesperado, chorei muito. Fui até o Macarrão e perguntei: "O que você fez, cara? Não tinha necessidade, não"», disse, em tribunal, acrescentando que Eliza foi «esganada, esquartejada e jogada para cães», por um ex-polícia contratado por “Macarrão”.

A sentença deverá ser conhecida nos próximos dias. O jogador está preso desde julho de 2010.

O guarda-redes de 28 anos fez a sua formação no Atlético Mineiro e jogou no Flamengo entre 2006 e 2010.

No ano da sua prisão, numa entrevista a um canal brasileiro de televisão, o guardião havia dito que tinha sido convidado por Carlos Queiroz para jogar pela seleção portuguesa de futebol.

 


Conteúdo publicado por SportInforma

Leve o Desporto para todo o lado com o SAPO Desporto Mobile.

Comentários

Alertas futebol

Acompanhe todas as notícias de futebol com o serviço SAPO Alertas.

Subscrever