Futebol

06-12-2015 23:33

Futebolistas brasileiros pedem demissão do presidente da CBF

Na última jornada do campeonato brasileiro, os futebolistas cruzaram os braços durante alguns segundos, em sinal de repúdio pela “corrupção na CBF”.
Marco Polo del Nero
Foto: EVARISTO SA / AFP

Marco Polo del Nero, presidente da Confederação Brasileira de Futebol

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Futebolistas de vários clubes brasileiros protestaram hoje contra a corrupção na modalidade e pediram a renúncia “imediata” do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, que está a ser investigado pela justiça norte-americana.

Na última jornada do campeonato brasileiro, os futebolistas cruzaram os braços durante alguns segundos, em sinal de repúdio pela “corrupção na CBF”.

O protesto organizado pelo Bom Senso FC, uma associação que junta cerca de mil futebolistas da primeira à quarta divisão, defendeu a convocação de novas eleições “livres e democráticas” para a presidência da CBF.

Os futebolistas pediram a saída de Del Nero, que na semana passada pediu uma licença provisória do cargo de presidente, para poder defender-se das acusações que enfrenta, tanto pela justiça dos Estados Unidos, como do Comité de Ética da FIFA.

Na jornada de hoje, o São Paulo assegurou uma vaga na edição de 2016 da Taça Libertadores, ao terminar no quarto lugar do campeonato, graças à vitória por 1-0 no terreno do Goiás, juntando-se aos já qualificados Corinthians, que se sagrou campeão, Atlético Mineiro, Grémio e Palmeiras, como vencedor da Taça do Brasil.

No pólo oposto, Vasco da Gama, Avaí e Goiás foram despromovidos ao segundo escalão, ao qual já estava 'condenado' o lanterna-vermelha Joinville.

Conteúdo publicado por Sportinforma