Acidente/Colômbia

29-11-2016 16:15

Confederação sul-americana assinala "dia trágico para o futebol"

A entidade máxima do futebol sul-americano frisou que o organismo, à semelhança do decretado pelo governo brasileiro, cumpre três dias de luto nacional.
CONMEBOL
Foto: Lusa

CONMEBOL

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O presidente da Confederação Sul-americana de futebol (CONMEBOL), Alejandro Domínguez, comentou que hoje é “um dia trágico para o futebol” e uniu-se aos três dias de luto nacional decretados pelo Brasil.

O dirigente falava assim do acidente aéreo desta madrugada, num avião em que seguia a equipa brasileira da Chapecoense, que iria disputar a primeira mão da final da Taça Sul-americana, frente aos colombianos do Atlético Nacional.

“Este é um dia trágico para o futebol. As nossas orações estão com todos os passageiros da aeronave acidentada, os seus familiares e os seus amigos. Na CONMEBOL estendemos a nossa mais sentida solidariedade à comunidade Chapecoense, à comunidade dos jornalistas e ao povo brasileiro”, disse em comunicado o dirigente.

O responsável, que se encontra em viagem para Medellín, acrescentou que a Confederação tem estado em contato com as autoridades colombianas “para estabelecer formas de cooperação e oferecer apoio”.

“Guardamos esperança nos esforços de busca e regaste que continuam a ser feitos até ao último minuto”, disse ainda Alejandro Domínguez, reiterando que “todas as atividades da COMENBOL continuam suspensas até novo aviso”.

A entidade máxima do futebol sul-americano frisou que o organismo, à semelhança do decretado pelo governo brasileiro, cumpre três dias de luto nacional.

Segundo a agência de Aeronáutica Civil da Colômbia (Aerocivil), 81 pessoas viajavam no avião que se despenhou quando se dirigia para o aeroporto José María Córdoba, em Medellin, onde a equipa jogava na quarta-feira um jogo da final da Taça Sul-americana frente ao Atlético Nacional colombiano.

Em comunicado, o aeroporto de Medellín refere que o avião, com matrícula da Bolívia, "declarou-se em emergência" às 22:00 locais (03:00 em Lisboa) "por falhas técnicas", de acordo com a transmissão feita para a torre de controlo.

O avião tinha saído do aeroporto Viru Viru, de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde aparentemente tinha realizado uma escala técnica.

Conteúdo publicado por Sportinforma