Acidente/Chapecoense

29-11-2016 18:34

Pedro Silva, ex-Sporting, lembra “melhor amigo” Cléber Santana

No avião, que se despenhou na madrugada de hoje em Cerro Gordo, Colômbia, seguiam 22 futebolistas da Chapecoense, 28 dirigentes, membros da equipa técnica e convidados, 22 jornalistas e nove tripulantes.
Pedro Silva, antigo jogador do Sporting

Pedro Silva, antigo jogador do Sporting

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O antigo futebolista do Sporting e atual treinador-adjunto do Portimonense, Pedro Silva, lamentou hoje a morte do "melhor amigo" Cléber Santana no acidente de aviação em Cerro Gordo, na Colômbia.

"Cléber Santana foi sem dúvidas o melhor amigo que fiz ao longo desses anos", afirmou o brasileiro, de 35 anos, através da rede social Instagram, numa publicação em que lamenta também a perda de alguns colegas que fez ao longo dos últimos anos.

Pedro Silva e Cléber Santana coincidiram por duas vezes na mesma equipa, ambas no Brasil: primeiro em 2004 no Vitória e depois em 2007 no Santos.

"Que Deus conforte os familiares de cada uma das vítimas", acrescentou o antigo defesa, que, em Portugal, representou Académica, Sporting e Portimonense, antes de ingressar no clube algarvio como treinador-adjunto em 2014/2015.

No avião, que se despenhou na madrugada de hoje em Cerro Gordo, Colômbia, seguiam 22 futebolistas da Chapecoense, 28 dirigentes, membros da equipa técnica e convidados, 22 jornalistas e nove tripulantes.

Na aeronave estavam 81 pessoas, das quais terão sobrevivido seis, três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

Entre os seis sobreviventes, constam três futebolistas da equipa brasileira, que ia disputar a primeira mão da final da Taça Sul-Americana, com os colombianos do Atlético Nacional, em Medellín.

Conteúdo publicado por Sportinforma