Primeira Liga

29-11-2016 13:07

Belenenses recorda “com carinho especial” Caio Júnior

O Belenenses recordou hoje com "carinho especial" o treinador da Chapecoense, e antigo futebolista do clube do Restelo, Caio Júnior, uma das vítimas do acidente do avião em que viajava a equipa brasileira, na Colômbia.
Belenenses vs Boavista
Foto: Lusa

O jogador do Belenenses, Pinto (E), disputa a bola com Carvalho (D) , jogador do Boavista, durante o jogo da Primeira Liga de Futebol disputado no estádio do Restelo, Lisboa, 19 de agosto de 2016. MÁRIO CRUZ/LUSA

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Numa mensagem divulgada na sua página na rede social Facebook, os ‘azuis’ mostram-se "consternados com a tragédia que se abateu sobre a Associação Chapecoense de Futebol" e "apresentam um forte abraço transatlântico a todo o futebol brasileiro".

Na mesma nota, o Belenenses faz questão de recordar "com um carinho especial a figura de Caio Júnior, técnico da equipa, que tantas lembranças deixou no Restelo".

Caio Júnior, que comandava a equipa da Chapecoense, jogou em Portugal nas décadas de 80 e 90, representando Vitória de Guimarães, Estrela da Amadora e Belenenses, sendo que pelos ‘azuis’ disputou 13 encontros e marcou dois golos, no decorrer da época 1994/95.

Com 81 pessoas a bordo, o avião transportava a delegação da equipa brasileira, que iria jogar a primeira mão da final da Taça Sul Americana com os colombianos do Atlético Nacional, em Medellín.

As autoridades colombianas confirmaram, entretanto, que o defesa central Helio Zampier Neto também foi resgatado com vida.

Além dele, os guarda-redes Marcos Danilo Padilha, de 31 anos, Jackson Follmann, de 24 anos, e o lateral Alan Ruschel, de 27 anos, o jornalista Rafael Henzel e um membro da tripulação também foram retirados com vida dos destroços do avião que caiu a cerca de 50 quilómetros de Medellín.

Conteúdo publicado por Sportinforma