Brasil

20-01-2017 20:38

Tite prestou homenagem Carlos Alberto Silva: "Grande ser humano"

O selecionador da equipa de futebol do Brasil, Tite, elogiou o ex-treinador Carlos Alberto Silva, hoje falecido aos 77 anos, como “um grande humano” pelo qual nutre “profundo respeito e admiração”.
Tite
Foto: AFP or licensors

Tite é o novo selecionador do Brasil

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O selecionador brasileiro, que representou como jogador o Guarani, primeiro clube orientado por Carlos Alberto Silva, disse, em declarações ao sítio oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ter tido “o prazer do convívio com um grande ser humano e de poder aprender muito com seus ensinamentos”.

Também o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, destacou o profissionalismo do antigo selecionador nacional.

“Profissional e uma inspiração para gerações, Carlos Alberto Silva fez história com o trabalho em dezenas de clubes brasileiros e na seleção, que dirigiu durante 46 jogos”, afirmou o dirigente.

O Guarani anunciou hoje a morte do ex-treinador. A causa da morte não foi ainda tornada pública, mas Carlos Alberto Silva tinha sido operado ao coração no final de 2016 e estava em período de convalescença.

Carlos Alberto Silva, natural de Belo Horizonte e formado em Educação Física, foi treinador do FC Porto em 1991/92 e 1992/93 tendo conquistado dois títulos nacionais e uma supertaça.

No início da carreira, em 1978, levou o Guarani ao primeiro e único título brasileiro da sua história, passando depois, entre outros clubes, pelo Cruzeiro, o Corinthians, o Palmeiras, e o Santos.

Fora do Brasil, além das duas épocas no FC Porto, treinou o Santa Clara, os espanhóis do Deportivo e ainda levou ainda os japoneses do Yomiuri Kawasaki ao título em 1991.

Comandou ainda o ‘escrete’, vencendo os Jogos Pan-Americanos de 1987 e conquistando a medalha olímpica de prata em Seul1988.

Conteúdo publicado por Sportinforma