Cabo Verde

12-05-2014 16:38

"Tubarão" Lito despede-se dos relvados aos 39 anos

O mais internacional futebolista cabo-verdiano de sempre iniciou as suas pisadas em 1996/97 na equipa portuguesa do Camarate.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O antigo capitão da seleção cabo-verdiana de futebol Cláudio Zelito Aguiar “Lito” decidiu abandonar a carreira de futebolista aos 39 anos, depois de realizar este final-de-semana o seu último jogo no Pinhalnovense  de Portugal.

O futebolista, nascido em Santa Cruz (interior de Santiago), tornou público a decisão, na sua página da rede social, depois de 18 anos, totalmente dedicado ao futebol profissional, mas promete novos desafios.

“Venho comunicar a todos vocês que fiz hoje o último jogo da minha carreira como jogador de futebol. Foram 18 anos de muito trabalho e de muitos sacrifícios, não ganhei títulos, mas ganhei respeito dos adversários, fiz grandes amizades, joguei contra e com grandes jogadores, fui treinado por grandes treinadores. Só posso dizer que fui um privilegiado por tudo isto, vai ser o fim de um ciclo mas novos desafios virão”, escreve Lito.

O avançado extremo fez questão de agradecer a todos os clubes por onde passou, assim como os treinadores com quem trabalhou, à família e aos “verdadeiros amigos”, assim como à seleção de Cabo Verde e ao futebol”.

O mais internacional futebolista cabo-verdiano de sempre iniciou as suas pisadas em 1996/97 na equipa portuguesa do Camarate, onde jogou por duas épocas, para depois envergar os emblemas de equipas como Fafe, Espinho, Imortal, Maia, Moreirense, Académica de Coimbra, Portimonense, Arouca e Pinhalnovense.

Lito estreou-se na seleção cabo-verdiana em 2002, frente a congénere da Mauritânia. Atualmente, integra a equipa técnica interina dos Tubarões Azuis, nome por que é conhecida a seleção de Cabo Verde, sob o comando do professor Beto Cardoso.

Conteúdo publicado por Sportinforma com Inforpress