Futebol / Cabo Verde

16-06-2017 13:02

Fogo: Estado está disponível para pagar dívidas do inter-ilhas 2013 que ascendem a sete mil contos

O Estado está disponível, enquanto parte arrolada no processo, para pagar as dívidas referentes à realização do torneio inter-ilhas 2013 na ilha do Fogo aos operadores económicos.
Estado está disponível para pagar dívidas do inter-ilhas 2013 que ascendem a sete mil contos

Estado está disponível para pagar dívidas do inter-ilhas 2013 que ascendem a sete mil contos

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Estado está disponível, enquanto parte arrolada no processo, para pagar as dívidas referentes à realização do torneio inter-ilhas 2013 na ilha do Fogo aos operadores económicos do ramo hoteleiro e restauração/casa de pastos.

Há pouco mais de um ano (10 de Junho de 2016), o tribunal de São Filipe suspendeu o julgamento para permitir as partes negociarem o pagamento das dividas, no caso que opõe um grupo de doze operadores e a Associação Regional de Futebol, sendo que o valor da divida oscila entre os 80 mil escudos (mínimo) e até 1.100 mil escudos (máximo).

O Governo já tinha manifestado no ano passado o desejo de liquidar as dívidas para com os 12 operadores económicos da área de restauração e residencial/hotel.
Segundo o advogado dos operadores, Manuel Roque Silva Júnior, o ministro que tutela o desporto reafirmou este posicionamento, indicando que aguarda a proposta e toda a justificação para proceder à liquidação das contas.

O valor das dívidas é de 5.424 contos, mas com o acréscimo de juro a taxa legal de oito por cento/ano, honorários ao advogado no valor de 10%, mais os custos relativos ao preparo inicial de julgamento e de notificação avulsas, o valor global das dívidas ascendem a 7.154 contos, se for liquidado até Agosto de 2017.

O representante dos operadores e do Ministério Publico em São Filipe estão a trabalhar para o fecho do dossiê que vai ser encaminhado ao Governo para a sua liquidação.

A acção de reivindicação do pagamento das dívidas do torneio inter-ilhas deu entrada no tribunal de São Filipe em Dezembro de 2013, tendo sido arroladas a Associação regional de futebol, o Estado de Cabo Verde, os Municípios de São Filipe e dos Mosteiros e a Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF).

As dívidas resultaram de alojamento e alimentação das caravanas entre os dias 23 de Julho e 04 de Agosto de 2013 (com excepção da selecção do Maio que permaneceu por mais uma semana).

Conteúdo publicado por Sportinforma