Futebol

10-04-2017 19:15

SAD do Fátima diz 'repudiar' acontecimentos no jogo com o Torreense

Incidentes no jogo com o Torreense repudiados pela SAD do Fátima.
Investimento árabe pode ajudar a recuperar CD Fátima, despromovido aos distritais
Foto: CD Fátima

Incidentes no jogo com o Torreense repudiados pela SAD do Fátima.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A SAD do Fátima disse hoje “repudiar” os acontecimentos na receção ao Torreense, vencido pelos forasteiros por 3-2, na nona jornada da fase de subida do Campeonato de Portugal, bem como os desacatos no final da partida.

Em comunicado hoje divulgado, a SAD do clube aponta o dedo à arbitragem do jogo, realçando as duas grandes penalidades marcadas na primeira parte para o Torreense, aos 36 e 44 minutos, bem como uma falta que os responsáveis dizem que “não existe” e que dá origem à expulsão de Bruno Simão.

No final do jogo, relata a SAD, “um adepto invadiu o campo, empurrando o árbitro da partida, não havendo de todo nenhuma agressão”, com o homem a ser identificado pela GNR.

“O Centro Desportivo de Fátima, Futebol SAD, lamenta todo o sucedido, começando pela arbitragem como o que sucedeu depois do jogo”, continua o comunicado, onde garante que a segurança será reforçada e que a SAD está a preparar uma queixa junto da Federação Portuguesa de Futebol.

Numa carta enviada à Associação Profissional dos Árbitros de Futebol (APAF), hoje divulgada, a direção do clube leiriense vem “pedir desculpa pelo sucedido”.

Segundo o documento assinado pelo presidente da direção, António M. Pereira, dois elementos da claque do Fátima intrometeram-se nos festejos dos adeptos visitantes, que subiram ao relvado para festejar com a equipa a vitória na nona jornada da zona sul de promoção à II Liga.

“Com eles entraram dois elementos da claque do Fátima (por coincidência estrangeiros e um deles membro da SAD) que discutiram com o árbitro, tendo havido mesmo um empurrão”, explicou a direção.

António M. Pereira “entrou na cabine dos árbitros para pedir desculpa” e fê-lo “em tom magoado, fazendo saber que este não é o comportamento das gentes de Fátima”, reforçando que “qualquer que tenha sido a atuação do árbitro nada justificou tais comportamentos” e que irá “tomar medidas” para evitar futuros desacatos.

O Fátima lidera a Zona Sul de Subida à II Liga, com 16 pontos, na posição de subida direta, enquanto o Praiense é segundo, com 15, em lugar de ‘play-off’, e o Torreeense é quarto com 14 pontos.

Conteúdo publicado por Sportinforma