CAN 2017

06-02-2017 17:48

Jogador egípcios elogiados pelo presidente e imprensa local

Seleção egípcia chegou à final da CAN.
O guarda-redes egípcio Essam El-Hadary celebra a passagem à final da CAN2017
Foto: GABRIEL BOUYS / AFP

O guarda-redes egípcio Essam El-Hadary celebra a passagem à final da CAN2017.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Egito, Abdul Al-Sisi, e os jornais locais elogiaram hoje o "desempenho digno" da seleção egípcia, que perdeu a final da Taça das Nações Africanas CAN2017 de futebol, por 2-1, contra os Camarões.

Al-Sisi manifestou o seu "grande apreço pelos jogadores pelo seu desempenho digno" durante e após o jogo disputado em Libreville, no Gabão.

"Apesar do resultado, a seleção nacional ganhou o reconhecimento de toda a população egípcia e o respeito de todos os adeptos de futebol", sublinhou o presidente em comunicado.

Também os jornais locais admiraram a atitude da seleção, com vários a fazer capas com elogios aos jogadores.

"Perdemos com dignidade", "Perdemos a taça mas ganhámos uma seleção nacional" e "Vocês honraram-nos, campeões" são alguns dos títulos de apoio à seleção do Egito que se podem ler nos jornais.

Os egípcios, que não se apuravam para a fase final da prova desde 2010, procuravam conquistar o seu oitavo título.

Em três finais entre camaroneses e egípcios, esta foi a primeira vez que os Camarões conseguiram vencer. Em 1986, os egípcios venceram no desempate por penaltis (5-4, após o 0-0 final) e em 2008 ganharam por 1-0.

Conteúdo publicado por Sportinforma