Euro2012

28-06-2012 11:13

Imprensa espanhola brinca com a "bola de lata" de Ronaldo

Portugal caiu nas grandes penalidades.
Imprensa espanhola brinca com a

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A imprensa espanhola exulta hoje com o apuramento da Espanha para a final do Euro2012, depois de bater Portugal nas grandes penalidades, e aproveita para lançar algumas provocações a Cristiano Ronaldo.

Entre os elogios ao apuramento para a terceira final consecutiva de uma grande competição, depois do Euro2008 e Mundial2010, os jornais espanhóis, sobretudo da Catalunha, brincam também com a rivalidade entre Ronaldo e Messi, a maior estrela do FC Barcelona.

«Finalistas! Adeus Cristiano», titula o Sport, referindo-se à «bola de lata» para falar do avançado português, que, para o jornal, voltou a perder para o argentino do “Barça” na corrida à Bola de Ouro: «Messi é melhor até de férias».

O Sport aproveita para deixar muitos elogios a alguns jogadores do FC Barcelona, como Cesc Fabregas, autor da penalidade decisiva, e Pedro, que entrou a três minutos dos 90.

«Pedro trouxe frescura à equipa», destacou o jornal catalão, deixando também algumas críticas aos «maus modos» da seleção portuguesa, um estilo que, para o jornal, «não beneficia o futebol».

Outro jornal desportivo da Catalunha, o El Mundo Deportivo, escreve que Portugal adotou o estilo do treinador do Real Madrid, José Mourinho, à «base da ‘pancada’ (palo)».

«Nossos heróis. À final e lenda», é o título da Marca, que reconhece, no entanto, que Portugal chegou a «asfixiar» os campeões do Mundo e da Europa.

Para o jornal de Madrid, a Espanha suportou a pressão, pela extraordinária exibição de Busquets, e deu a volta no prolongamento, sobretudo por um «grande Iniesta».

Para este jornal, a vitória sobre os portugueses colocou a Espanha «a um metro da glória», depois de «um intenso duelo» com Portugal, «uma seleção competente e forte».

«Portugal complicou o jogo da Espanha, como nenhuma outra equipa consegui nos últimos tempos, mas não conseguiu aproveitar o seu ‘bala de prata’, Cristiano Ronaldo», avalia o jornal.

Para o As, a Espanha «foi premiada pela exibição no prolongamento» e soube «anular por completo Cristiano Ronaldo».