Futebol

10-01-2017 08:50

Afinal, organizar um Campeonato da Europa ainda dá muito lucro

De acordo com um estudo, o Euro2016 de futebol custou 200 milhões de euros mas gerou mais de um bilião.
Euro2016: Ronaldo com a Taça
Foto: AFP or licensors

Euro2016: Ronaldo com a Taça

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Campeonato da Europa de futebol de 2016, que Portugal venceu, gerou receitas de 1.220 milhões de euros, verba bem acima do valor estimado em custos, cerca de 200 milhões, revela hoje um estudo encomendado pelo Governo francês.

Segundo o relatório elaborado numa parceria entre o Centro da Lei e Economia do Desporto da Universidade de Limoges e a empresa de consultadoria Keneo, só o Estado francês despendeu 160 milhões de euros para a renovação dos estádios.

A este valor acresceram mais 24 milhões de euros em medidas de segurança, o dobro do esperado, em virtude das ameaças terroristas.

Cerca de 20 milhões de euros da ‘fatia’ dos custos foram disponibilizados pela UEFA e fundos privados.

No capítulo das receitas, o Euro2016 gerou 625,8 milhões de euros na área do turismo e 596 milhões em várias vertentes promovidas pela organização.

Ainda segundo este estudo, o Campeonato da Europa ‘chamou’ 613.000 visitantes estrangeiros, que gastaram 154 euros diariamente, em quase oito dias.

O Campeonato da Europa ajudou também a gerar 116.750 empregos.

Conteúdo publicado por Sportinforma