Um ano de Campeões

10-07-2017 11:26

Portugal 1-1 Islândia: Arranque ‘frio’ frente aos nórdicos

Seleção portuguesa não entrou com o pé direito apesar de ter estado a vencer na primeira parte.
Portugal - Islândia
Foto: AFP or Licensors

Portugal enfrentou a Islândia

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

No aniversário de Portugal Campeão da Europa, recordamos a caminhada de Portugal face ao primeiro grande título com a seleção principal. A mais bela história do futebol luso arrancou em Marcousis e culminou em Paris com uma grande festa com as cores nacionais.

Apesar de a vitória ter sido alcançada no fim, Portugal não teve um arranque fácil na fase de grupos do Campeonato da Europa. Num grupo com Áustria, Islândia e Hungria, a seleção orientada por Fernando Santos começou a prova contra a formação nórdica.

Em estreia numa fase final de uma grande prova, a Islândia surgiu como a equipa com menos renome e longe de estar apontada a uma passagem à fase seguinte. No entanto, frente a Portugal, a equipa nórdica mostrou-se a bom nível.

No primeiro encontro, Fernando Santos alinhou com aquele que seria o esquema tático para o resto da prova. Rui Patrício foi o eleito para a baliza defendida por um quarteto de defesas composto por Vieirinha, Pepe, Ricardo Carvalho e Raphael Guerreiro. No meio-campo, Danilo Pereira foi o jogador mais recuado enquanto Moutinho, João Mário e André Gomes ocupavam as restantes posições. Na frente de ataque, Ronaldo aliou-se a Nani para atacar a defesa islandesa.

No arranque da fase de grupos, Portugal foi superior à Islândia e mostrou que tinha mais argumentos do que os nórdicos. Com naturalidade, Nani marcou o primeiro golo e deu vantagem a Portugal que durou até ao intervalo.

No entanto, a equipa nórdica chegou ao empate na segunda parte com um golo de Bjarnason quando o relógio marcava 50 minutos. O ‘gelo’ instalou-se em Saint-Etiénne e Portugal começou a sua jornada atrás de um resultado positivo. As entradas de Quaresma, Éder e Renato Sanches aumentaram o caudal ofensivo, mas sem produzirem o resultado desejado: o golo.

Com mais de 60% de posse de bola e várias oportunidades para faturar, Portugal não conseguiu ultrapassar a Islândia e terminou o seu primeiro jogo em solo francês com um empate 1-1 e um ponto conquistado.

Conteúdo publicado por Sportinforma