Futebol Feminino

04-04-2017 16:55

Árbitro espanhol ameaçado de morte por jogadoras durante o jogo

Josué Diéguez Contreras esteve envolvido em escaramuças com várias atletas num encontro da segunda divisão.
Maria José Camacho
Foto: DR

Maria José Camacho

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Josué Diéguez Contreras esteve envolvido em escaramuças com várias atletas num encontro da segunda divisão.

Continuam a surgir relatos de violência para com árbitros de futebol. Desta vez, de Espanha, o jornal AS dá conta de um caso que envolveu Josué Diéguez Contreras, um árbitro do segundo escalão que, num encontro de futebol feminino, foi agredido e ameaçado de morte por várias jogadoras.

O episódio ocorreu durante a partida entre o AD Pablo Picasso e o CD Villanueva. Durante o encontro, o árbitro expulsou três jogadoras depois de se terem envolvido em escaramuças. Com efeito, no final do encontro, as atletas em causa foram confrontar o juiz e partiram mesmo para as agressões físicas. De acordo com o relato dado pelo jornal AS, o árbitro deu conta de ter levado um pontapé no traseiro e várias ameaças à sua vida.

O caso ganhou mediatismo uma vez que uma das jogadoras acusadas de agressão é mulher do diretor desportivo do Málaga, clube da Primeira Divisão espanhola de futebol. Maria José Camacho – a atleta em causa – utilizou as redes sociais para se demarcar dessas acusações e responder com outras para o árbitro em causa. De acordo com a jogadora, Josué Diéguez Contreras está a mentir sobre o que disse.

Conteúdo publicado por Sportinforma