Futebol Feminino

14-07-2017 12:40

Francisco Neto recusa pressão na estreia da seleção lusa no Europeu

Selecionador nacional de futebol feminino acredita que a prova será de crescimento para a equipa lusa.
c3fb556d58f755b98cab4f5581832b92d3af5480.jpg
Foto: © 2017 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Francisco Neto acredita que não existe pressão para a seleção feminina no Europeu

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O selecionador nacional de futebol feminino recusou esta sexta-feira que a as jogadoras lusas se sintam pressionadas pela estreia num Campeonato da Europa e considerou que a inédita participação na prova será mais um momento de "crescimento".

"A expetativa passa por desfrutar deste momento, com grande sentido de responsabilidade. Queremos honrar e representar bem o nosso país. É mais um momento para crescermos e reduzirmos a diferença para as equipas de ‘top’", afirmou Francisco Neto, em conferência de imprensa.

O técnico falava após o último treino da seleção nacional antes da viagem para a Holanda, onde vai disputar o Campeonato da Europa, tendo rejeitado que o facto de Portugal ser um estreante em fases finais da modalidade acarrete maior pressão.

"Pressão, não. Há orgulho. Há uma satisfação imensa e é uma honra para nós estar entre as 16 melhores seleções. A pressão de um jogo está inerente à nossa profissão, mas é normal. Sendo a primeira vez que vamos estar num Campeonato da Europa, poderá haver alguma ansiedade antes de a bola começar a rolar", referiu.

Francisco Neto enalteceu o trabalho desenvolvido pelas jogadoras nas três semanas de estágio que antecederam o Europeu e assegurou que "há condições de ter um bom Portugal na Holanda".

Já no que diz respeito aos adversários que seleção portuguesa vai defrontar no grupo D, Francisco Neto considerou que Espanha e Inglaterra como são "as grandes candidatas" a passar à fase seguinte, embora ressalvando que "Portugal e Escócia podem complicar as contas".

Por seu lado, a guarda-redes Patrícia Morais destacou o "feito histórico" alcançado pela equipa lusa e deu a ‘receita’ para o sucesso no Euro2017.

"Estamos confiantes, mas com muita humildade, porque foi assim que conseguimos chegar onde chegámos, com união e trabalhando diariamente. A determinação, garra e humildade foi o que nos levou ao Campeonato da Europa", salientou.

A jogadora do Sporting considerou ainda que a Espanha, primeiro adversário no Euro, "é bastante forte, mas também tem os seus pontos fracos", antes de vincar o espírito que impera no seio da seleção nacional.

"O futebol feminino está a crescer e é bom para nós. Vamos ao Campeonato da Europa pela primeira vez e queremos deixar uma boa imagem a todos os portugueses e a todos os que nos acompanharam", disse.

A equipa das ‘quinas’ terá hoje, às 13:00, um almoço com o Presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, seguindo depois para o Palácio de Belém para um encontro informal com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, às 14:00.

A seleção lusa viaja para Oisterwijk, cidade holandesa em que ficará instalada durante a competição, no sábado, ao início da tarde.

No Europeu da Holanda, Portugal, integrado no grupo D, começará por defrontar a Espanha, a 19 de julho, em Doetinchem, seguindo-se os embates com Escócia, a 23, em Roterdão, e Inglaterra, a 27, em Tilburgo.

Conteúdo publicado por Sportinforma