Angola

11-08-2016 16:35

Candidatos ao Girabola2016 com tarefas difíceis na 21ª jornada

O 1º de Agosto, líder da competição (com 43 pontos) recebe o Recreativo da Caála do Huambo, oitavo da tabela classificativa, com 27 pontos.
Girabola: 1º de Agosto
Foto: Angop

Girabola: 1º de Agosto

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

As equipas do 1º de Agosto, Recreativo do Libolo e Petro-Atlético de Luanda, principais candidatas a conquista do campeonato angolano de futebol da primeira divisão, Girabola2016, têm este fim-de-semana, tarefas difíceis na 21ª jornada.

O 1º de Agosto, líder da competição (com 43 pontos) recebe o Recreativo da Caála do Huambo, oitavo da tabela classificativa, com 27 pontos.

Os dois conjuntos que vêm de um desaire da ronda anterior diante do Progresso da Lunda Sul, em Saurimo, e Benfica de Luanda, no Huambo, vão para este jogo cautelosos para não voltarem a sucumbir pela segunda vez consecutiva.

Jogando no seu reduto, os militares vão procurar igualmente desforrar da derrota sofrida na primeira volta (0-2), no terreno adverso, por sinal o primeiro tropeço que teve na presente edição do Girabola. A julgar pela experiência e objetivos, podem conquistar os três pontos em disputa.

No outro encontro, que vai abrir a ronda na sexta-feira, no estádio 11 de Novembro, o Recreativo do Libolo do Cuanza Sul, segundo colocado com 40 pontos, vai procurar vencer o Benfica de Luanda, sexto com 29, para encurtar a distância diante do líder.

Na ronda anterior, os ‘’encarnados’’ ganharam no reduto da Caála, enquanto os forasteiros empataram no seu terreno com o Petro-Atlético (1-1).

Em caso de triunfo, os visitantes poderão igualar, à condição, o 1º de Agosto, que joga apenas domingo, também no estádio 11 de Novembro. Ao contrário, os benfiquistas darão um salto importante na tabela classificativa.

Ainda em Luanda, sábado, o Petro-Atlético, que vem de um empate fora do convívio, será visitado pelo Sagrada Esperança da Lunda Norte, que foi surpreendido na cidade do Dundo pelo Atlético Sport Aviação (ASA), com quem perdeu, por 0-2.

Petrolíferos e Diamantíferos estão separados por dez pontos (36 e 26 respetivamente), em terceiro e décimo lugares, com vantagem para a equipa que joga em casa. De resto aguarda-se por uma disputa acérrima onde cada interveniente procurará fazer o seu melhor para vencer o seu oponente.

O Kabuscorp do Palanca, quarto com 32 pontos, será visitado pelo 1º de Maio de Benguela, que ocupa o 13º posto com 20 pontos. O conjunto anfitrião ainda não conheceu qualquer triunfo desde que o ex-selecionador nacional Romeu Filemon assumiu o comando técnico.

Face a esta ausência de vitórias, Filemon e pupilos tudo farão para ultrapassar os proletários que também procurarão estabilidade na tabela classificativa para se manterem em competição.

O Interclube, que vem de um triunfo, mas que a semelhança do Kabuscorp, está distante do pelotão da frente, recebe no estádio 22 de Junho, o Desportivo da Huila, que vive uma crise de resultados nesta segunda volta do campeonato.

Os polícias venceram na ronda anterior no terreno do Porcelana, em Ndalatando, enquanto os militares da frente sul consentiram empate na receção ao Kabuscorp do Palanca, por isso, aguarda-se por um jogo disputadíssimo.

O Progresso da Lunda Sul que teve a honra de derrubar o líder 1º de Agosto, em Saurimo, vai ao terreno do 4 de Abril do Cuando Cubango, que na jornada passada empatou na cidade do Lobito com a Académica local.

O Progresso do Sambizanga (9º com 27 pontos) será anfitrião na partida contra a Académica do Lobito (19º-19 p), agendada para domingo no estádio da Cidadela, em Luanda.

O Atlético Sport Aviação (ASA), 11º com 23 enfrenta o Porcelana FC do Cuanza norte, com 17. Na tabela classificativa, os anfitriões ocupam o 15º e penúltimo lugar com 18 pontos, contra 29 dos visitantes em sétimo.

Conteúdo publicado por Sportinforma