Girabola

29-03-2017 09:38

Buracos na estrada deixam Libolo sem transmissões dos jogos em casa

Zap deixa angolanos do Libolo sem transmissão de jogos em casa por buracos na estrada.
Libolo nos oitavos de final da Ta

Zap deixa angolanos do Libolo sem transmissão de jogos em casa por buracos na estrada.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A operadora de televisão por satélite angolana Zap suspendeu a transmissão em direto dos jogos em casa do Recreativo do Libolo, informou a direção da equipa do Cuanza Sul, que luta pelo título nacional de futebol.

De acordo com informação divulgada hoje pela direção do clube, liderada por Rui Campos, a operadora, que desde 2016 transmite em direto vários jogos do Girabola em cada jornada, comunicou que o vai deixar de fazer, neste caso, "devido ao mau estado do pavimento" da estrada até ao município, nomeadamente o troço final, que liga Munenga à vila de Calulo.

"Segundo a ZAP, o mau estado da via tem causado diversas avarias ao camião régie e aos equipamentos, o que pode colocar em causa, inclusive, a transmissão de outras partidas", informa o clube de Calulo, campeão em 2014 e 2015.

A operadora NOS detém 30% da Zap, sendo o restante capital detido pela Sociedade de Investimentos e Participações, da empresária angolana Isabel dos Santos.

A direção do Libolo garante que vai "contactar as entidades competentes", para tentar que a situação "seja revertida em tempo oportuno".

O campeonato angolano de futebol é disputado por 16 equipas e leva sete jornadas disputadas na época de 2017.

A Zap iniciou a sua atividade no mercado angolano em abril de 2010 e é atualmente a maior operadora de TV por satélite em Angola.

Conteúdo publicado por Sportinforma