Girabola

03-04-2017 07:47

Treinador do Recreativo da Caála considerou derrota injusta

O treinador do Recreativo da Caála, Carlos Alberto Cardeau, mostrou-se inconformado neste domingo, com a derrota caseira diante do Petro de Luanda.
Carlos Alberto Cardeau, treinador do Recreativo de Caála
Foto: VALENTINO YEQUENHA / ANGOP

Carlos Alberto Cardeau, treinador do Recreativo de Caála

Por SAPO Desporto c/Angop sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Recreativo da Caála, Carlos Alberto Cardeau, mostrou-se inconformado neste domingo, com a derrota caseira diante do Petro de Luanda, para a 8ª jornada do Girabola.

Carlos Cardeau afirmou que a sua equipa, pelo que fez, merecia ter vencido ou, pelo menos, empatado, culpando a falta de finalização dos avançados.

“Apesar de não termos deixado o Petro pensar e, nem tão pouco, se organizar, devemos admitir que jogamos mais com o coração do que com a cabeça. Caso contrário teríamos convertido os lances de perigo em golo”, justificou.

Não obstante os erros cometidos, Carlos Alberto Cardeau admitiu que os “caalenses” tiveram mais posse de bola, sobretudo na articulação das jogadas e nos jogos de profundidade.

Com esta derrota, o Recreativo da Caála baixou da 4ª para a 5ª posição, com 14 pontos. Na próxima jornada viaja à província de Luanda para medir forças com o Progresso do Sambizanga, 6º com 12 pontos.

Conteúdo publicado por Sportinforma