Futebol

15-01-2015 17:12

Miguel Garcia perto do Sporting de Goa

O defesa formado no Sporting alinhou até agora nos também indianos do NorthEast United.
Miguel Garcia
Foto: BIJU BORO

Defesa central conta com 31 anos

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O futebolista português Miguel Garcia revelou esta quinta-feira à agência Lusa que deverá jogar no Sporting Clube de Goa, da Índia, filial n.º 114 do Sporting, até agosto.

"Está tudo bem encaminhado, mas ainda não assinei. Em princípio na segunda-feira ficará tudo resolvido", disse.

O defesa formado no Sporting alinhou até agora nos também indianos do NorthEast United e de janeiro a agosto deverá representar os ‘leões’ da antiga colónia portuguesa, clube que é a filial n.º 114 do Sporting Clube de Portugal.

Satisfeito por "voltar a vestir de verde e branco", Miguel Garcia, que completa 32 anos em fevereiro, revelou à Lusa a surpresa pelas “condições excecionais” que encontrou naquele país.

"Não à estava à espera, em termos de apoio da equipa técnica, da direção, do público nos estádios, tem sido uma surpresa agradável, por isso quero continuar lá", disse.

Ao nível do futebol jogado, contudo, Miguel Garcia considera que os indianos ainda têm um caminho a percorrer.

"A qualidade não é tão elevada quando em comparação com Portugal, por exemplo. Os estrangeiros trazem essa qualidade e experiência, mas os jogadores indianos não estão ainda ao nível dos europeus porque, ao contrário de nós, começaram tarde, aos 14, 15, 16 anos, e há coisas básicas que lhes custa assimilar", disse.

Há já alguns jogadores portugueses na Índia e Miguel Garcia considera que este é um mercado com cada vez mais interesse pelos atletas nacionais.

O jogador, que também já passou pelo Reggina (Itália), Olhanense, Sporting de Braga, Orduspor (Turquia) e Mallorca (Espanha), sublinhou a força que o futebol português tem na Índia, muito por ‘culpa’ de Cristiano Ronaldo, com quem partilhou a formação no Sporting.

"Na maioria das entrevistas que me fizeram, perguntaram-me por ele, como era jogar com o Cristiano Ronaldo, como é que ele tinha chegado a melhor do mundo, etc. As pessoas conhecem os grandes clubes e estão informadas sobre o futebol português", disse.

Conteúdo publicado por Sportinforma