Euro2016

21-03-2016 13:00

Selecionador húngaro renova até 2018

A Hungria é o adversária de Portugal no Euro2016.
Bernd Storck, novo selecionador da Hungria
Foto: EPA/DEAN PEMBERTON

Bernd Storck, selecionador da Hungria

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O selecionador de futebol da Hungria, adversária de Portugal no Grupo F do Euro2016, prolongou o seu contrato até 2018, depois de, pela primeira vez em 30 anos, ter apurado a equipa magiar para uma grande competição internacional.

O anúncio foi feito pela Federação Húngara de Futebol (MLSZ), que anteriormente tinha afirmado que Bernd Storck ficaria até ao final do torneio, que decorre em França, de 10 de junho a 10 de julho.

Em conferência de imprensa, o presidente da MLSZ, Sandor Csanyi, justificou o prolongamento da ligação de Bernd Storck à seleção húngara com a circunstância de o alemão, de 53 anos, ter trazido “estabilidade e ordem” à equipa.

“A qualificação para o Campeonato do Mundo [na Rússia, em 2018] começa em setembro e também por isso decidimos que Storck deve ficar”, acrescentou Sandor Csanyi.

Bernd Storck foi nomeado selecionador da Hungria em junho de 2015, substituindo Pal Dardai, que deixou o cargo para se dedicar por inteiro ao Hertha de Berlim, da liga germânica.

Antigo jogador do Borússia Dortmund, Storck foi selecionador do Cazaquistão entre 2008 e 2010, nomeado diretor desportivo da MLSZ em março e desempenhava as funções de selecionador da Hungria de sub-20.

Em dezembro, o selecionador húngaro afirmou que a sua equipa não tem nada a perder no Grupo F do Euro2016 e considerou que Portugal é uma seleção “fantástica”.

“Estamos num grupo difícil com rivais difíceis. O importante para nós é que não temos nada a perder. É uma boa oportunidade para mostrar o que sabemos fazer a este nível”, afirmou então o treinador germânico.

Apesar de o Grupo F ser composto “por excelentes equipas”, Storck assumiu que a Hungria vai lutar para estar nos oitavos de final e considerou que o confronto com Portugal, o último do agrupamento, será uma “excelente oportunidade” para os seus jogadores ganharem experiência.

“Portugal é sem dúvida uma equipa fantástica. Para a nossa equipa e para os nossos jogadores jovens será uma magnificada oportunidade e uma boa experiência”, disse o técnico.

Conteúdo publicado por Sportinforma