Futebol

02-08-2016 15:09

Selecionador da Argentina: “Não é preciso convencer Messi de nada"

Eduardo Bauza está “otimista” em reverter renúncia de Messi à seleção da Argentina.
Messi renunciou à seleção argentina

Messi renunciou à seleção argentina

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O novo selecionador de futebol da Argentina, Eduardo Bauza, manifestou-se hoje “otimista” em reverter a anunciada intenção de Lionel Messi de jamais voltar a representar a equipa nacional albi-celeste.

“Estou otimista quanto ao Messi. Espero que a conversa que vou ter com ele ajude a que continue na seleção. Quero explicar-lhe as minhas ideias. O que menos me preocupa é a sua posição em campo”, disse, horas após ter assumido o cargo.

O técnico argentino, de 58 anos, que estava no São Paulo depois de ter conduzido o San Lorenzo, da Argentina, à conquista da Taça Libertadores de 2014, tem como missão qualificar a seleção para o Mundial de 2018, na Rússia, e a tarefa de recuperar Messi para a equipa nacional.

Bauza substituiu Gerardo Martino, que perdeu três finais internacionais em outros tantos anos, nomeadamente no Mundial2014 do Brasil, no prolongamento, frente à Alemanha, e duas Copas Américas, ambas perdidas para o Chile e nos desempates por grandes penalidades.

No fim da última, a 26 de junho, na Copa Centenário, realizada nos Estados Unidos, Messi, a ‘quente’, anunciou o abandono.

Os três desaires foram fatais para Gerardo Martino, que também foi prejudicado por uma grave crise diretiva na Federação Argentina de Futebol.

Bauza disse que ainda não contactou Messi “ou um dos seus próximos”, mas que pretende ir em breve a Barcelona para se reunir com o homem que já conquistou cinco Bolas de Ouro.

“Não é preciso convencer Messi de nada, a ideia é falar de futebol”, concluiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma