Futebol internacional

03-08-2016 21:54

Jorge Costa reconduzido como selecionador do Gabão por seis meses

Jorge Costa é um dos selecionadores mais bem pagos de África, com 70 mil euros mensais.
Jorge Costa
Foto: CARL DE SOUZA / AFP

Jorge Costa

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador português Jorge Costa foi hoje reconduzido no cargo de selecionador de futebol do Gabão, país anfitrião da próxima Taça das Nações Africanas (CAN) de 2017, com a missão de disputar “pelo menos a final”.

“A Federação Gabonesa de Futebol (Fegafoot) decidiu reconduzir a equipa técnica dirigida por Jorge Costa por um período de seis meses”, informou aquele organismo em comunicado na sua página no Facebook, suscitando uma reação irónica de alguns adeptos dos 'panteras'.

A mesma Fegafoot tinha posto fim ao contrato a 30 de junho devido ao balanço negativo que fazia do trabalho do antigo internacional português desde a sua chegada em julho de 2014 (duas derrotas contra a modesta Serra Leoa, duas vitórias e um empate nos últimos cinco jogos).

Tanto mais que Jorge Costa é um dos selecionadores mais bem pagos de África, com 70 mil euros mensais, o que ele próprio justificou, quando confrontado com esse facto, por se considerar “o melhor treinador em África”.

No final de junho, a seis meses da CAN2017, que se disputa entre 21 de janeiro e 12 de fevereiro, o Gabão publicou uma oferta de emprego para recrutar um selecionador experiente e disposto a viver em Libreville e apresentar um plano estratégico para o período entre 2016 e 2018.

Não obstante o salário e o desafio da qualificação para o Mundial2018 num grupo difícil (Marrocos, Costa do Marfim e Mali), este apelo da Federação gabonesa não seduziu nenhum treinador reputado, além do próprio Jorge Costa, candidato à sua sucessão.

“A recondução de Jorge Costa por seis meses faz lembrar a decisão da Federação Francesa de Futebol em manter Domenech no Mundial 2010”, escreveu no Twitter um jornalista do canal Gabão 24, Freddhy Koula, aludindo à má campanha francesa no Mundial da África do Sul.

Conteúdo publicado por Sportinforma