Real Madrid 3-2 Sevilha

09-08-2016 22:16

Real Madrid vence a sua terceira Supertaça Europeia

O Real Madrid teve de ir a prolongamento para bater o Sevilha, que saiu uma vez mais derrotado no embate com os merengues na Supertaça Europeia.
Sergio Ramos com a Supertaça Europeia na Noruega
Foto: AFP

Sergio Ramos celebra o segundo golo do Real Madrid

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Real Madrid conquistou, esta terça-feira, a Supertaça Europeia 2016 ao bater o Sevilha por 3-2 no prolongamento, num encontro disputado, pela primeira vez, no Lerkendal Stadion, na Noruega. Esta é a terceira Supertaça para os merengues, a última tinha sido conquistada em 2014.

O Real Madrid entrou desfalcado de grandes estrelas como Cristiano Ronaldo (a recuperar de uma lesão no joelho sofrida na final do Euro2016), Bale, Kroos e Pepe (todos por desgaste fisico). Karim Benzema começou no no banco de suplentes da equipa vencedora da Liga dos Campeões, tal como Danilo, Luka Modrić e James Rodríguez. Já o Sevilha, vencedor da Liga Europa, contou com o português Daniel Carriço no meio-campo.

A equipa merengue foi a primeira a marcar, logo aos 21 minutos, com um golão do jovem espanhol Marco Asensio, de 20 anos, que desferiu um potente remate do meio da rua, que entrou mesmo no ângulo superior direito. Sem hipótese de defesa para Sergio Rico.

Já perto do intervalo, o Sevilha empatou quando nada o fazia crer. Um bom remate do avançado argentino Franco Vázquez, após trabalho de Vitollo dentro da área.

Já com Benzema e Modric em campo, e sem Carriço do outro lado, quando o jogo estava a um ritmo muito baixo, Sérgio Ramos cometeu falta dentro da grande área e o árbitro Mažić não teve dúvidas em assinalar penálti a favor da equipa andaluza. O ucraniano Konoplyanka não falhou no castigo máximo e deu a volta ao marcador.

Contudo, quando o Sevilha reunia todas as condições para festejar a sua segunda Supertaça Europeia, Sérgio Ramos marcou, aos 93 minutos, o golo do empate. O central internacional espanhol subiu à área contrário e cabeceou certeiro para a baliza, enviando a decisão para o prolongamento.

O próprio Ramos voltou a estar envolvido no lance polémico, quando o árbitro anulou o lance ao defesa espanhol, depois de ter validado o golo. O Sevilha começou o prolongamento com um contratempo, com a expulsão de Kolodziejczak.

Já perto dos 120 minutos, Carvajal apontou o derradeiro tento para o Real Madrid, que deu a vitória aos merengues. Um grande golo do lateral espanhol, que agarrou na bola a meio-campo, foi por ali fora e com uma excelente trivela, colocou a bola no fundo das redes.

O Real Madrid conquista assim a sua terceira Supertaça Europeia, depois de ter conquistado em 2002 (diante do Feyenoord) e 2014 (batendo o Sevilha). Os andaluzes voltam a perder num embate com os merengues.

O Sevilha é o primeiro clube a disputar três vezes seguidas a SuperTaça Europeia e, depois de duas derrotas (Real Madrid em 2014 e Barcelona em 2015), a equipa do do sul de Espanha volta a perder este troféu, mais uma vez contra uma equipa espanhola. A única vez que a conquistou foi em 2006, depois de ter batido o Barcelona.

Conteúdo publicado por Sportinforma