Mundial2018

10-08-2016 12:57

Governo e FIFA preocupados com construção do estádio de São Petersburgo

Os trabalhos no recinto estão parados desde julho, o que levanta dúvidas sobre a sua conclusão a tempo de receber a Taça das Confederações.
Vitaly Mutko, Ministro russo do Desporto
Foto: OLGA MALTSEVA

Vitaly Mutko, Ministro russo do Desporto

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Governo russo e a FIFA estão preocupados com a disputa contratual em torno do estádio do São Petersburgo, um dos recintos-chave do Mundial de futebol de 2018, admitiu hoje o ministro dos Desportos, Vitaly Mutko.

“Estamos seriamente preocupados com a construção do estádio de São Petersburgo”, disse Mutko, indicando que o presidente Vladimir Putin “assumiu o controlo” da situação, motivada pelo diferendo entre as autoridades de São Petersburgo e a empresa responsável pela construção do estádio.

Os trabalhos no recinto, de aspeto futurista, com capacidade para 68.000 espetadores, estão parados desde julho, o que levanta dúvidas sobre a sua conclusão a tempo de receber a Taça das Confederações, na qual vai participar Portugal, na qualidade de campeão europeu.

“Em outubro, visitaremos São Petersburgo em conjunto com representantes da FIFA e, nessa altura, tomaremos uma decisão”, sobre a utilização do recinto na Taça das Confederações, assinalou o ministro russo dos Desportos.

O estádio de São Petersburgo, cuja construção se iniciou em 2007, deve receber quatro jogos da competição, marcada para junho de 2017, incluindo a final, estando prevista a sua utilização em sete partidas do Mundial de 2018, entre as quais uma meia-final e o jogo de atribuição do terceiro e quarto lugares.

Conteúdo publicado por Sportinforma